Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Um Mar de Recordações

Num passado de indefinições, um presente intermitente em que um futuro ambicioso se avizinha

Um Mar de Recordações

Sala de Cinema (45) - Guardians of Galaxy Vol. 2

A equipa dos super-heróis mais alternativa do Universo Cinematográfico da Marvel voltou aos cinemas! Os Guardians of the Galaxy regressam em grande com o seu líder Star Lord (Chris Pratt), a poderosa Gamora (Zoe Saldana), o guerreiro Drax (Dave Bautista), o carismático Rocket Racoon (na voz de Bradley Cooper) e o inigualável Groot (na voz de Vin Diesel). O director James Gunn regressa para a sequência da história original iniciada em 2014. A título de curiosidade, este é o primeiro filme do mundo a usar a câmara especial RED 8K Weapon Vista Vision, que permite capturas até 8K e 150 frames por segundo.

O enredo começa seis meses após o primeiro filme e a equipa continua as suas viagens pelo universo da Marvel, lutando para manter a sua recém criada família unida e desvendar os mistérios envolvendo o pai do Star Lord. A temática da família está muito presente, num enredo que dá um enorme enfoque na redenção pessoal. Na verdade, acabamos por ser levados a uma história cósmica com mais de duas horas de duração com uma magia muito particular. Pessoalmente, Guardians of Galaxy Vol. 2 é um filme divertido, emocionante, com uma belíssima fotografia e uma excelente banda sonora. Mais um grande filme da Marvel!

Extraordinário trabalho do director James Gunn que pegou em tudo o que deu certo no primeiro filme e soube melhorar. Aliás, Guardians of Galaxy Vol. 2 consegue em vários momentos superar o seu antecessor, o que é incrível! Ele explora melhor os personagens,dando um maior desenvolvimento a cada um deles. Esta longa-metragem acaba por ter mais humor, mais acção, mais brigas, mais cores, mais planetas, mais alienígenas e, claro, mais loucura.

 

Ficaste curioso/a? Vê a minha opinião completa neste vídeo:

 
 

Segue-me em:

Sapo || Facebook || Twitter || Instagram || Youtube || Bloglovin' ||

Top 5 - Lugares obrigatórios a visitar em Londres

Desde que anunciei no 'Um Mar de Recordações' que estava a viver em Londres, este é provavelmente um dos temas que mais me pediram para fazer. Num momento de férias, este parece-me ser o melhor momento para destacar alguns dos lugares mais emblemáticos da capital britânica. Descansem, pois futuramente vou destacar mais alguns lugares! Optei por realçar uma variedade de lugares para que possa chegar a mais pessoas. Mas chega de conversa introdutória, vamos então a este top cinco:

Parques: Regent's Park - Com 166 hectares, este é um parque com várias actividades turísticas incluindo o zoológico de Londres, passeio de barco, actividades desportivas e também teatro ao ar livre. Um espaço no centro da cidade onde a natureza é o padrão dominante. Este é o segundo parque mais conhecido de Londres e na minha opinião é o mais bonito!

Atracção turistica: Big Ben - O icónico relógio na torre do Palácio de Westminster é uma das principais atracções turísticas de Londres! Construído em 1859, com um estilo neogótico extremamente vincado, o Big Ben tem 96 metros de altura e destaca-se no céu de Londres tornando a sede do Parlamento Britânico um lugar inconfundível.  

Mercados: Camden Lock Market - É um mercado de rua tradicional, famoso pelo seu artesanato local. Com um estilo rústico e ecléctico, este é o espaço perfeito para encontrar roupas, acessórios, livros, cds e discos, objectos de decoração e peças vintage. Um local onde se funde a gastronomia e cultura de todo o mundo, numa arquitectura única e deslumbrante!

Moda: Oxford Street - Uma das ruas mais conhecidas da capital britânica que reúne mais de 300 lojas. Todos os grandes nomes estão lá e consegue-se encontrar (quase) tudo por lá. Todos os dias, milhares de pessoas,  entre turistas e Londrinos, passam por esta zona, sempre em busca de novidades e dos melhores negócios. Imperdível!  

Museus: British Museum - Um dos mais famosos museus do mundo, o British Museum apresenta trabalhos e a evolução histórica do homem, desde os tempos da Pré-História até os dias de hoje. Criado em 1753, foi o primeiro grande museu público, gratuito, secular e nacional em todo o mundo. Com mais de 90 galerias, possuí uma colecção de mais de 8 milhões de peças.

 

Gostam deste tipo de post? Qual é o local que mais gostavam de visitar?

 
 

Segue-me em:

Sapo || Facebook || Twitter || Instagram || Youtube || Bloglovin' ||

Capítulo 3 - Socorro! Todas as ruas são iguais!

Meados de Setembro de 2016... A arquitectura de Londres é sobejamente elogiada por todo o mundo pela sua personalidade muito própria. As casas contam a história de uma cidade rica em cultura e tradição. Faz parte do quotidiano dos londrinos observarem habitações centenárias! Naturalmente, isso é algo que maravilha por completo os turistas que por aqui passam diariamente. Mas é fácil a adaptação para quem começa a viver num dos lugares mais emblemáticos na Europa?  

Não é de todo! Na verdade, é um verdadeiro pesadelo! As ruas são muito parecidas,  as diferenças são mesmo mínimas. É fácil perdermo-nos num labirinto de casas todas iguais. De facto, tudo é muito parecido o que torna complicado os primeiros dias. A sensação de estarmos constantemente perdidos nunca nos larga. No fundo, é começar do zero, descobrir onde estão as pequenas coisas.
Assim, os últimos dias de Setembro foram para conhecer os lugares que mais precisava, além de também ter aproveitado para passear (mais sobre isso no próximo post!). Perdi-me um sem número de vezes, mas valeu a pena. É verdade que com o tempo a sensação de andar sempre desnorteado torna-se mais rara, mas ainda  assim é bastante fácil virar na rua errada. Sinceramente, ainda hoje, continuo nesta longa aventura de conhecer um pouco mais desta fantástica cidade, de encontrar novos lugares neste labirinto que é Londres. No fundo, completar um nova peça neste enorme puzzle.

IMG_20170324_173356.jpg

 
 

Segue-me em:

Sapo || Facebook || Twitter || Instagram || Youtube || Bloglovin' ||

Sala de Cinema (44) - Logan

O aguardado Logan chegou finalmente às salas de cinema! Esta longa-metragem marca a última aparição de  Hugh Jackman no papel do emblemático Wolverine. O filme dirigido por James Mangold é fortemente inspirado no enredo de Old Man Logan, uma história de Mark Millar publicada em 2008. Parece que esta é mesmo a despedida perfeita do carismático X-Men!

Já o enredo da história deste filme decorre em 2024 com uma população mutante que diminuiu significativamente e sem os X-Men. Logan, cujo o poder de cura está a diminuir, entregou-se ao álcool e agora ganha a vida como motorista de uma limusina. Ele também cuida de um doente e idoso Professor X, que mantém escondido. Mas as tentativas de Logan de afastar-se do mundo são interrompidas com a chegada de uma jovem mutante, perseguida por forças sombrias…

Desde do início que percebemos que este é um filme com um tom mais negro, longe do mundo esperançoso habitual dos X-Men. Na verdade, Logan passa-se numa realidade distópica, no qual Wolverine vive amargurado, numa prisão constante. É extremamente interessante vermos o lado mais vulnerável deste super-herói que foi durante anos apelidado de imortal.

 

Ficaste curioso/a? Vê a minha opinião completa neste vídeo:

 

 
 

Segue-me em:

Sapo || Facebook || Twitter || Instagram || Youtube || Bloglovin' ||

Capítulo 2 - A viagem até Londres!

14 de Setembro de 2016... Esta data para mim vai ficar para sempre marcada como o dia em que abandonei o meu país em busca de um sonho. Foi o começo de uma nova vida com uma página completamente em branco. No fundo, tudo passou a ser uma incerteza, pois não fazia ideia do que ia acontecer nas próximas horas. Por muito que isso fosse desafiador, era em certa parte bastante assustador. Afinal esta era a primeira vez que ia viver fora de casa e isso implementava alguns problemas... 

Dizer que esta aventura está a ser um mar de rosas era mentir-vos descaradamente, naturalmente que tem havido algumas coisas menos boas. As saudades é provavelmente o pior dos aspectos. Nunca gostei de despedidas, daí apenas ter dito a um pequeno circulo de pessoas que ia sair de Portugal. Ainda assim, isso não fez com que essas conversas não deixassem de ser particularmente dolorosas.

Regressando ao dia da viagem, no aeroporto de Humberto Delgado passei alguns momentos complicados. Foi muito mais difícil do que pensei virar costas a tudo aquilo que conhecia. Confesso que por momentos pensei mesmo em desistir, mas acabei por ir em frente. Não me interpretem mal, a vontade de ir para Londres era muita, mas a viagem até lá não foi nada fácil. Pode dizer-se que foi, sem dúvida, uma montanha russa de emoções...

No entanto, quando aterrei em Heathrow vinha com esperanças num futuro risonho. De facto, o impacto da capital britânica é arrebatador, de uma magia inacreditável (quem segue o Um Mar de Recordações há algum tempo sabe que eu sou louco por Harry Potter). Quando saí do aeroporto fui em direcção ao metro e apanhei a linha Piccadilly em direcção... à estação de King's Cross. Parecia destino, um sorriso enorme surgiu na minha face com o pensamento que talvez esta tenha mesmo sido a decisão certa. Era ali que começava a minha aventura!

 

 
 

Segue-me em:

Sapo || Facebook || Twitter || Instagram || Youtube || Bloglovin' ||

Capítulo 1 - O convite...

Algures no Verão... Todas as histórias começam com a primeira página, a introdução ao enredo. No fundo, este é o início de uma caminhada que está quase a celebrar cinco meses...

A verdade é que o início do ano de 2016 não estava a ser particularmente feliz para mim. Apesar de estar a trabalhar, encontrava-me longe da minha área (jornalismo) e com poucas expectativas para que isso mudasse num futuro próximo. Sem o desejar, permanecia constantemente angustiado. Na verdade, sentia-me muitas vezes perdido. Necessitava, de algo diferente, uma mudança radical. Sonhava com isso quase diariamente...

Por mais estranho que possa parecer ela surgiu sem eu estar à espera e de uma forma inesperada. De facto, a vida é perita em lançar várias reviravoltas. A pergunta chave chegou em finais de Julho: "Queres ir para Londres?". A minha resposta foi automática, quase sem pensar naquilo que viria a seguir. "Sim, claro!", respondi. Naquele momento não pensei no quão difícil as coisas podiam ser, no que ia deixar para trás. A aventura chamou-me e eu atirei-me, provavelmente nunca me ia perdoar se não o tivesse feito.

Assim sendo, a viagem para a capital inglesa ficou marcada para o dia 14 de Setembro. E depois disso, tudo deixou de ser o mesmo...

 
 

Segue-me em:

Sapo || Facebook || Twitter || Instagram || Youtube || Bloglovin' ||

Ataque a um 2017 inesquecível!

O objectivo é muito simples: fazer de 2017 um ano extraordinário! De facto, o ano passado foi imprevisível, repleto de inúmeras reviravoltas. Estou num país novo com desafios diários e diversas aventuras para contar. Já agora, falando em Londres, após uma votação categórica (19-0), nos próximos dias vamos ter vários textos a abordar a capital britânica, onde vou contar alguns dos episódios mais interessantes e divertidos.

Na verdade, um dos grandes objectivos neste novo ano passa por reerguer o Um Mar de Recordações que celebra por esta altura o seu sexto aniversário, mas que em 2016 recebeu pouca atenção da minha parte. Apenas publiquei 22 textos, um número muito abaixo do que aquilo que produzo anualmente.Vamos então mudar isso radicalmente! É verdade que o meu tempo livre reduziu drasticamente, mas com algum ginástica estou certo que vou conseguir partilhar mais palavras neste novo ano. Como sempre conto com o vosso carinho e apoio constante que me vai, de certo, ajudar nas próximas semanas!

logo.png

 
 

Segue-me em:

Sapo || Facebook || Twitter || Instagram || Youtube || Bloglovin' ||