Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Um Mar de Recordações

Num passado de indefinições, um presente intermitente em que um futuro ambicioso se avizinha

Um Mar de Recordações

Pensamentos descontrolados

Sempre tive pensamentos descontrolados. Vivo num turbilhão de ideias que correm sempre a velocidades estrondosas. Num segundo sou capaz de percorrer o mundo. Deve ser por isso que passo a vida a questionar tudo à minha volta. Mantenho-me um inconformado, reconheço que sou difícil de convencer. Enquanto isso, continuo à procura de respostas que tendem em fugir-me. O desconhecimento leva a que a impaciência e a ansiedade acompanhem-me a cada dia que passa numa constante crueldade. É tão difícil de suportar esta situação! Na verdade, apenas quero que chegue o meu momento, a altura para poder voltar a brilhar.
Risco os dias no calendário com o único desejo que eles passem mais depressa. Lá fora, o mundo corre à velocidade dos meus pensamentos. Isso revoltava-me imenso, pois queria que o mundo caminhasse à velocidade das minhas acções! Sei que isso não passa de um desejo ingénuo, um querer não conseguido. E assim sendo sinto receio das minhas decisões, as dúvidas alastram-se cada vez mais. No fundo, sei que são estas perguntas que nos fazem viver. Estas preocupações mesquinhas que pintam o nosso caminho. Sinceramente, gostava de viver uma vida simples e sem preocupações. Mas não consigo! Já o tentei fazer, mas penso demais! Não consigo esquecer todos os tormentos diários, simplesmente não consigo…

[Ficção]

33 comentários

Comentar post

Pág. 1/4