Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Um Mar de Recordações

Um Mar de Recordações

Dias de Verão

O plano já estava traçado – um dia de praia contigo. Apenas eu e tu, um tempo a sós para nós. Já merecíamos estar umas horas sem interrupções ou problemas. A verdade é que sabe tão bem estes dias onde deixamos tudo e onde posso deliciar-me única e exclusivamente com os teus sorrisos. Olhar para ti e continuas a deslumbrar-me todos os dias. Não há melhor que estes dias de Verão. Fomos para o sítio do costume, o nosso lugar. Aquela parte da praia está sempre vazia, como se fosse um local privativo apenas para nós. O nosso espaço. É uma sensação única, quase como um sonho. “Vai uma corrida até à água amor?”, disse entre risos. Tu dás um sorriso provocador e sem resposta começas a correr. Corro em tua perseguição e consigo agarrar-te. Olho-te nos olhos, é impossível não ficar enfeitiçado. Dou um longo e apaixonado beijo. Sabe tão bem estar assim contigo, és tudo aquilo com que sonhei. O beijo terminou e faço um sorriso dengoso. Desta vez fui eu a começar a correr sem aviso prévio. Adoro as nossas brincadeiras. Somos assim, felizes. Corro mais devagar para me apanhares e deixo que me dês um longo e precioso abraço. É impossível não estar bem contigo por perto, és a minha felicidade. Sem estares à espera, pego em ti. Dás um grito de surpresa e pedes para te por na areia, mas eu não consigo deixar de lançar uma gargalhada. Tentas conter o sorriso mas ele acaba por aparecer, há essa química entre nós. Entro na água gelada e aí sim baixo-te com segurança. Acabamos por cair os dois na água, olhamos os dois sérios um para o outro. Contudo desmanchamo-nos rapidamente a rir, são assim cheias de diversão os nossos dias de Verão.   

 

44 comentários

Comentar post

Pág. 1/5