Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Um Mar de Recordações

Um Mar de Recordações

Imagem espontânea (15)

Na semana do Dia Mundial da Fotografia (19 de Agosto), o Um Mar de Recordações celebra a sua décima quinta edição da rubrica Imagem Espontânea. Esta fotografia retrata um moinho de maré, uma infra-estrutura que acabou por torna-se obsoleta devido à constante evolução tecnológica.

A região do país onde se pode observar ainda um maior número destes engenhos é na margem sul do estuário do Tejo, principalmente na zona compreendida entre Corroios e Barreiro. Assim, não é surpresa que nesta décima quinta edição decidi colocar um dos moinhos de Alburrica (no Barreiro) que foi edificado em 1852 e, postreriormente, desactivado em 1950.

Este moinho de maré de tipologia comum possui uma torre cilíndrica de dois pisos, cobertura móvel e duas mós. A Câmara Municipal do Barreiro acabou por adquirir este elemento incontornável de património barreirense em 1973, mas actualmente encontra-se muito pouco preservado e ao abandono…

 

 

 

“Quando os ventos de mudança sopram, umas pessoas levantam barreiras, outras constroem moinhos de maré” (Érico Veríssimo)

33 comentários

Comentar post

Pág. 1/4