Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Um Mar de Recordações

Um Mar de Recordações

Imagem espontânea (16)

A Imagem espontânea chega este mês à sua décima sexta edição com destaque a um dos bens mais preciosos do mundo: a água. Durante vários anos, temos exercido uma influência crescente sobre este recurso. Este elemento sustenta não só as formas de vida, mas também o desenvolvimento económico. Contudo, é um tesouro que muitas vezes é negligenciado…

Na Carta Europeia da Água, proclamada pelo Conselho da Europa em Maio de 1968, já é dado o destaque de que “os recursos hídricos não são inesgotáveis”. E que por isso é “necessário preservá-los, controlá-los e, se possível, aumentá-los”. Infelizmente isso não tem acontecido. De acordo com um estudo da Our Amazing Planet, os rios do mundo inteiro estão em crise. Nos últimos tempos, a poluição química, a população humana crescente e a redistribuição global de plantas, peixes e outras espécies animais tiveram efeitos de longo prazo sobre os rios e seus habitantes aquáticos. Alguns dos mais altos níveis de ameaça estão nos rios dos Estados Unidos e da Europa.

É preciso combater este grande problema mundial e por vezes basta um simples gesto. No próximo ano, Portugal vai receber mesmo a 9.ª edição do Congresso Mundial da Água da International Water Association, a associação de profissionais e investigadores do sector da água com maior prestígio internacional. Um local de excelência para discutir medidas para preservar este bem precioso. A escolha do nosso país para este congresso deveu-se à assinalável evolução do sector da água em Portugal e os contributos que Portugal pode dar nos emergentes desafios internacionais deste setor. “Encontrar Soluções para Assegurar o Futuro” é o mote do próximo congresso em Lisboa. E, de facto, é cada vez mais importante pensarmos num futuro sustentado. 

 

 

"Só percebemos o valor da água depois da fonte secar." (Provérbio Popular)

33 comentários

Comentar post

Pág. 1/4