Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Um Mar de Recordações

Num passado de indefinições, um presente intermitente em que um futuro ambicioso se avizinha

Um Mar de Recordações

Questões inevitáveis (1)

Nova rubrica aqui no 'Um Mar de Recordações', esta pede muito de vocês leitores, por isso espero que cooperem! O espaço 'Questões inevitáveis', passa por uma questão actual que vou pondo e que serve de discussão. Os temas serão, acima de tudo, actuais e claro... controversos. Nesta edição de estreia falamos da eutanásia, ou seja, a prática pela qual se abrevia a vida de um enfermo incurável de maneira controlada e assistida por um especialista.

Desde 1998, esta temática intensificou-se ainda mais com a fundação da Dignitas , uma clínica suíça especializada em suicídio assistido. “Viva com dignidade, morra com dignidade”, é este o mote da organização não-governamental sem fins lucrativos. De acordo com dados do jornal britânico Daily Telegraph , a Dignitas possibilitou a eutanásia a quase 900 pessoas até 2008.

É aproveitada a legislação helvética que segundo a qual o suicídio assistido não é crime desde que a pessoa ou a instituição em causa aja altruisticamente e sem retirar daí quaisquer benefícios. É necessário a assinatura de uma declaração que ateste e pagar uma caução de 3866 euros.

Em Portugal, este é um tema que tem sido discutido há vários anos, mas sem solução à vista. Aliás, nos últimos tempos tem surgido muitos debates referentes à legalização desta prática. Será legítimo por fim à vida das pessoas? E tu, qual é a tua opinião?

 

Estás de acordo com a eutanásia?

 

 

Segue-me em:

Sapo || Facebook || Twitter || Instagram || Youtube || Bloglovin' ||

63 comentários

Comentar post

Pág. 1/3