Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Um Mar de Recordações

Num passado de indefinições, um presente intermitente em que um futuro ambicioso se avizinha

Um Mar de Recordações

Ao som de… (23) [Frank Sinatra – Fly me to the Moon]

Um cantor que é apelidado como ‘A Voz’, é uma demonstração de um talento fascinante. Frank Sinatra está um patamar acima dos restantes, arrecadando um sucesso impar que faz dele um absoluto génio. Um predestinado, para ser mais correcto. Assim sendo, parece-me que não há melhor escolha para compensar esta ausência do que trazer-vos um dos maiores talentos musicais de sempre. O espectáculo passou a ser diferente depois deste homem pisar os palcos!  

Filho de imigrantes italianos, o então Francis Sinatra nasce a 12 de Dezembro de 1915 em Hoboken, New Jersey. Viveu uma adolescência complicada, onde chegou mesmo a ser preso. Num ambiente nefasto, acabou por não conseguir concluir o secundário, sendo expulso no 47.º dia (!) por conduta agressiva. Para se sustentar começou a distribuir os jornais, mas a música foi sempre o seu grande objectivo, a sua paixão. Nunca teve educação vocal, aquilo que ele aprendia era a escutar os grandes clássicos da música jazz.

Foi aos 20 anos que conseguiu a sua oportunidade ao vencer um prémio que o catapultou a um sucesso sem precedentes. Sem treino formal, o agora ‘Frank’ Sinatra conseguiu desenvolver um estilo altamente sofisticado. A sua habilidade em criar uma longa e fluente linha musical sem pausas para respiração e a sua manipulação de frases tornaram-se lendárias. "Fly me to the moon", "My Way" ou "New York, New York" foram alguns dos exitos que pautaram uma carreira recheada de sucesso que contabilizou onze Grammy Awards (entre os quais o Grammy Legend Award e o Grammy Lifetime Achievement Award). O cantor norte-americano foi ainda homenageado no Prémio Kennedy em 1983 e recebeu a Medalha Presidencial da Liberdade de Ronald Reagan em 1985, bem como a Medalha de Ouro do Congresso em 1997. Com a saúde debilitada, o ‘Blue Eyes’ parou de fazer shows em 1995. Três anos depois acabaria por sucumbir com um ataque cardíaco em Los Angeles. 

Além da música, Sinatra também teve sucesso no cinema, vencendo mesmo um Óscar de melhor actor secundário (From Here to Eternity, em 1953). Obteve ainda uma nomeação para o Óscar de melhor actor pela sua performance em The Man with the Golden Arm (1955). O seu trabalho na sétima arte valeu-lhe um Óscar Humanitário, em 1972. 

É justa a alcunha d' 'A Voz'? Qual é a vossa música preferida de Sinatra? É possível atingir o nível de excelência deste cantor? 

21 comentários

Comentar post

Pág. 1/3