Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Um Mar de Recordações

Um Mar de Recordações

Sala de cinema (14) – The Walking Dead

Todas as segundas-feiras à noite há uma rotina constante aqui em casa – ligar o televisor na FOX e ver The Walking Dead. Estou absolutamente rendido a esta série dramática, do qual já não consigo perder um minuto. O suspense e tensão constante tornaram-na no maior sucesso televisivo dos últimos tempos, na estreia da presente temporada foi vista nos EUA por mais de 16 milhões de espectadores.

Baseado na série de quadrinhos com o mesmo nome, The Walking Dead conta a história de um pequeno grupo de sobreviventes de um apocalipse zombie. O grupo é liderado por Rick Grimes (Andrew Lincoln), que ocupava o posto de xerife numa pequena cidade antes do surto de zombies. O enredo da série desenvolvida por Frank Darabont foca os dilemas que o grupo enfrenta, como a luta para manterem-se vivos, os sentimentos confusos e os desafios do dia-a-dia num mundo hostil e praticamente dominado por mortos-vivos. Esse constante perigo vai tornar algumas pessoas mais perigosas do que os próprios zombies de quem se querem esconder...

Esta série norte-americana produzida pela AMC estreou em 2010 e desde aí foi aclamada pela crítica. Na verdade, há momentos simplesmente geniais e de pura arte que são envolvidos numa banda sonora escolhida com mestria! Do melhor que se pode ver na televisão actual! Apesar de por vezes, o enredo ter tendência a ser lento e a exagerar no dramatismo, compensa claramente pelas cenas de acção e mistério que estão muito bem conseguidas. Torna-se interessante a forma como eles exploram cada pormenor do mundo apocalíptico. Especial relevância para as personagens que tem uma enorme densidade e estão em constante desenvolvimento de acordo com os acontecimentos.

É importante ainda focar as caracterizações dos zombies que estão muito bem conseguidas, os detalhes são impressionantes. Naturalmente, a série já arrecadou diversas nomeações e prémios. Destaca-se a vitória como Melhor Série na televisão por cabo (2013) no 39º Annual Saturn Awards, e as nomeações dos Globos de Ouro (Melhor Série Dramática – 2010) e da Guild of America Awards (Melhor Nova Série – 2010). Pessoalmente, é uma série que recomendo especialmente a quem gosta deste tipo de universo, pois tenho a certeza que vai ficar totalmente viciados com a qualidade apresentada. 

O que acham desta série e das temáticas que aborda? Qual foi o vosso momento preferido? Como reagiram se acordassem num mundo apocalíptico?

Questões Inevitáveis (10)

Nesta décima edição das Questões Inevitáveis discute-se sobre uma das áreas mais e voga na actualidade – o entretenimento . Ao longo dos anos, a produção cinematográfica ganhou um lugar de destaque na sociedade. Criaram-se ícones, formaram-se lendas e foram dadas a conhecer grandes obras de arte. No entanto, a decadência do cinema é algo de que se tem falado de forma um pouco recorrente nos últimos anos. Com início mais tardio, as séries de televisão ganharam rapidamente vários adeptos. As excelentes críticas que têm recebido e a sua popularidade demonstram a subida de qualidade das séries. Na verdade começa a haver uma grande disputa por parte destes dois sectores de entretenimento . Qualquer uma destas áreas tem elementos fabulosos e que continuam a promover lucros transcendentes, mas a dúvida persiste: Mas afinal qual é o sector que se encontra numa melhor fase actualmente?

 

Qual é a melhor área de entretenimento da actualidade: o cinema ou as séries de televisão? Porquê?

 

Sala de cinema (7) – Sherlock

Á sétima edição da Sala de Cinema temos uma menção especial, hoje em vez de um filme, trago-vos uma série - Sherlock . Esta alteração deve-se, essencialmente, a ter ficado estupefacto com a enorme qualidade desta produção da BBC. Portanto, não podia deixar de fazer menção a uma das personagens que mais gostava quando era mais novo: o fantástico e misterioso Sherlock Homes. Em Portugal, esta série é transmitida pelo canal AXN.
Com o habitual humor britânico, esta série segue as histórias e os casos do detective particular Sherlock Holmes e seu fiel companheiro, o Dr. John Watson , na Inglaterra nos dias actuais. Todos os episódios da série são baseados em livros de Sherlock Holmes e transformados em contos contemporâneos. Até agora já saíram duas temporadas no total de seis episódios e a terceira já está confirmada para ser lançada no próximo ano.
Tenho a certeza que Sir Arthur Conan Doyle , autor dos livros, ficaria bastante satisfeito depois de algumas adaptações desastradas à sua obra-prima. Numa história muito bem produzida, as personagens estão expendidas! A actuação tanto de Sherlock Holmes (Benedict Cumberbatch) como de Jim Moriaty (Andrew Scott) são um hino à representação! A recepção de Sherlock foi incrivelmente positiva pela crítica e ganhou mesmo o BAFTA de melhor série de drama (2011 e 2012) e o prémio de melhor actor secundário para Martin Freeman (2011) e Andrew Scott (2012). Deixo-vos então com o trailer da primeira temporada desta grande série: