Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Um Mar de Recordações

Um Mar de Recordações

Capítulo 1 - O convite...

Algures no Verão... Todas as histórias começam com a primeira página, a introdução ao enredo. No fundo, este é o início de uma caminhada que está quase a celebrar cinco meses...

A verdade é que o início do ano de 2016 não estava a ser particularmente feliz para mim. Apesar de estar a trabalhar, encontrava-me longe da minha área (jornalismo) e com poucas expectativas para que isso mudasse num futuro próximo. Sem o desejar, permanecia constantemente angustiado. Na verdade, sentia-me muitas vezes perdido. Necessitava, de algo diferente, uma mudança radical. Sonhava com isso quase diariamente...

Por mais estranho que possa parecer ela surgiu sem eu estar à espera e de uma forma inesperada. De facto, a vida é perita em lançar várias reviravoltas. A pergunta chave chegou em finais de Julho: "Queres ir para Londres?". A minha resposta foi automática, quase sem pensar naquilo que viria a seguir. "Sim, claro!", respondi. Naquele momento não pensei no quão difícil as coisas podiam ser, no que ia deixar para trás. A aventura chamou-me e eu atirei-me, provavelmente nunca me ia perdoar se não o tivesse feito.

Assim sendo, a viagem para a capital inglesa ficou marcada para o dia 14 de Setembro. E depois disso, tudo deixou de ser o mesmo...

 
 

Segue-me em:

Sapo || Facebook || Twitter || Instagram || Youtube || Bloglovin' ||

Ataque a um 2017 inesquecível!

O objectivo é muito simples: fazer de 2017 um ano extraordinário! De facto, o ano passado foi imprevisível, repleto de inúmeras reviravoltas. Estou num país novo com desafios diários e diversas aventuras para contar. Já agora, falando em Londres, após uma votação categórica (19-0), nos próximos dias vamos ter vários textos a abordar a capital britânica, onde vou contar alguns dos episódios mais interessantes e divertidos.

Na verdade, um dos grandes objectivos neste novo ano passa por reerguer o Um Mar de Recordações que celebra por esta altura o seu sexto aniversário, mas que em 2016 recebeu pouca atenção da minha parte. Apenas publiquei 22 textos, um número muito abaixo do que aquilo que produzo anualmente.Vamos então mudar isso radicalmente! É verdade que o meu tempo livre reduziu drasticamente, mas com algum ginástica estou certo que vou conseguir partilhar mais palavras neste novo ano. Como sempre conto com o vosso carinho e apoio constante que me vai, de certo, ajudar nas próximas semanas!

logo.png

 
 

Segue-me em:

Sapo || Facebook || Twitter || Instagram || Youtube || Bloglovin' ||

Já são cinco anos de Um Mar de Recordações!

O inicio de um novo ano é sempre uma nova possibilidade de tornar a nossa vida diferente e mais desafiante. Ousar arriscar e ser diferente, no fundo tornar estes 366 dias inesquecíveis. O ano de 2016 é um novo livro que está aberto com doze capítulos por preencher, portanto não te restrinjas. Procura a felicidade em todos os lugares!

O importante é manter o foco nos nossos objectivos, trabalhar intensamente para que eles se concretizem. Este ano como já é normal já alinhavei grande parte das metas que desejo concluir. Não creio que seja surpresa para ninguém que um dos meus grandes desejos para este ano é a publicação do meu segundo livro. Aliás, espero ter novidades muito em breve no que concerne a esse tema…

Além disso, aqui no Um Mar de Recordações a passagem do ano tem uma simbologia ainda mais especial, pois a cada início do ano é mais um aniversário para o blogue! Sim, uma das minhas resoluções do longínquo ano de 2011 foi criar um blogue. Nunca poderia esperar que passados cinco anos ainda estava no mesmo lugar a partilhar palavras com tantas pessoas. De facto, tem sido uma viagem fantástica na vossa companhia!

Sei que nos últimos meses tenho andado um pouco desaparecido, uma mudança de trabalho e as diferentes rotinas que isso acarreta fizeram alguns estragos. Contudo, agora mais adaptado vou concentrar energias para regressar a criação de textos com cada vez maior frequência, portanto fiquem ligados! Vamos fazer juntos um 2016 cheio de boas recordações…

HPIM1811.JPG

 

 
 

Segue-me em:

Sapo || Facebook || Twitter || Instagram || Youtube || Bloglovin' ||

Recordação...

Hoje não passas de uma memória, de uma simples e bela recordação. Hoje és o passado que já foi o meu futuro. Consigo ver-te nesta espiral de recordações, neste longo mar de recordações. Sempre foste a pessoa que mais amei que mais me tocou, mas hoje choro por ti! Chove e tu não podes fazer nada. Sempre foste tão forte e agora nem consegues abrigar-te da chuva! Nunca pensei ver-te assim, caiem-me lágrimas de olhar e não poder ver-te, a partir de agora és apenas e só uma pedra. Uma pedra com escrituras… Merecias mais amor, merecias muito mais… Porquê é que teve que ser assim? Fomos separados sem desejá-lo, numa volúpia arrasadora e letal. Mas hoje o dia ainda é nosso, por hoje seremos mais uma vez só nós dois, amanhã apenas restarei eu, sozinho, perdido num mundo que já não conheço e que dizia a sorrir que era nosso.

[Ficção]

IMG_0417.JPG

 
 

Segue-me em:

Sapo || Facebook || Twitter || Instagram || Youtube || Bloglovin' ||

Acordar com um sorriso na cara

É meia-noite. Deito-me na cama exausto por um dia trabalho de uma intensidade exasperante. Estou de rastos, apenas quero descansar. Fecho os olhos e rapidamente adormeço. Contudo e contra as minhas expectativas, a noite esteve longe de ser calma. Passo a maior parte do tempo a mexer-me, atormentado com os problemas diários. Na verdade, esta noite acabou por ser tão dura como o dia…

Estava em vésperas de um grande negócio na empresa, algo que seria fundamental para o bem-estar e futuro de todos. Tinha ficado com a grande responsabilidade de fechar o negócio com as melhores condições possíveis. No dia seguinte teria uma reunião essencial para a concretização desse objectivo. Sentia uma pressão imensa, uma tortura silenciosa que estava longe de dar o descanso que necessitava.

Trim-trim. Acordei sobressaltado com o barulho estridente do despertador. Desliguei-o o mais rápido que consegui, amaldiçoando a falta de descaso dos últimos dias. Suspirei, mais um dia. Senti um movimento do outro lado da cama, a minha mulher tentava aproveitar os últimos momentos de serenidade. A cara tranquila dela fez-me esboçar um sorriso. Não havia melhor razão do que aquela para lutar por uma vida melhor. Saí e fui preparar-me com um humor revigorado. Aquele ia ser um dia fantástico, tinha a certeza disso…

 

 

A minha página de autor está quase a chegar aos dois mil gostos graças à vossa ajuda incrível em apoiar este meu sonho, o que vos peço é mais um esforço para chegar a este patamar. Posso contar com a vossa ajuda? É algo muito simples e ajuda imenso na divulgação! Segue-me também no:

Sapo || Facebook || Twitter || Instagram || Youtube || Bloglovin' ||