Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Um Mar de Recordações

Num passado de indefinições, um presente intermitente em que um futuro ambicioso se avizinha

Um Mar de Recordações

Enfrentar os fantasmas do passado

Conhecia aquele ar arrogante em qualquer lugar, não tinha mudado absolutamente nada. Continuava com aquela exagerada e exuberante confiança tão característica. Tinha namorado com ele durante o último ano de secundário, mas ele simplesmente sumiu da sua vida quando entraram em universidades diferentes. Nunca lhe deu uma justificação, mas revê-lo ainda fazia o seu coração disparar.

Não imaginava que ele aceitasse ir a uma festa daquelas, não estava preparada para ver aquele antigo amor. A principio ele não a viu, mas assim que reparou na sua presença o seu olhar nunca mais a deixou. A sua expressão divertida fechou instantaneamente e dirigiu-se para onde ela estava num passo apressado. Não quis acreditar quando o viu aproximar, não soube como reagir. Congelou completamente…

- Carrie – saudou cordialmente , mas sem esconder o tom melancólico. De perto, havia poucas mudanças nos últimos anos, era assustador como ainda se lembrava de todos os seus traços.

- John - cumprimentou mecanicamente, não sabia o que dizer. Sentia-se uma enorme tensão entre os dois, as cicatrizes do passado permaneciam bem presentes. Era estranho estarem frente a frente depois de tantos anos. Ele deu um sorriso nervoso como que a pedir ajuda para a conversa prosseguir.

- Desculpa ter desaparecido sem te dar justificações – reconheceu por fim, estava a fazer um enorme esforço de quebrar o gelo. Um longo silêncio apoderou-se daquele par, nenhuma palavra surgia. Apenas se olharam mutuamente sem saber o que dizer um ao outro. O ambiente era constrangedor, a sala estava cheia mas pareciam estar sozinhos.

- Terminar era o melhor para os dois, mesmo que não quiséssemos admitir. Precisavas disso para dar o passo em frente – concedeu entre algumas hesitações. Viu que ele estava a sentir aquilo que estava a dizer. Pensou nos fantasmas que a enfrentaram no passado e como os conseguiu ultrapassar. O fim daquela relação coincidiu com o seu amadurecimento, por mais que não quisesse admitir ele tinha razão. A ideia fê-la dar o mais belo dos sorrisos…  

Parte 1 || Parte 2

42 comentários

Comentar post

Pág. 1/4