Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Um Mar de Recordações

Um Mar de Recordações

Varela mantém vivo o difícil sonho português

Portugal e EUA empataram a dois golos num jogo dramático, em partida a contar para a segunda jornada do Grupo G do Mundial de futebol no Brasil. Nani colocou os portugueses em vantagem, mas os norte-americanos acabaram por dar a volta com golos de Jermaine Jones e Clint Dempsey . Na última jogada da partida, Varela consegue empatar o jogo, o que permite que a selecção nacional ainda tenha hipóteses de qualificação.

Numa Arena Amazónia (em Manaus) com mais de 50 mil espectadores, a selecção das quinas entrou a todo o gás. Nani , aos 5 minutos, aproveitou um mau alivio de Geoff Cameron e rematou para a baliza norte-americana. Após o tento inaugural, os EUA alteraram a sua postura defensiva e criaram algumas oportunidades de golo com remates de Clint Dempsey , aos 13’ e aos 17’. Foi nessa altura que surgiu mais uma má notícia para o seleccionador Paulo Bento, que foi obrigado a substituir Hélder Postiga por Éder devido a uma lesão muscular… 

O conjunto liderado pelo alemão Jürgen Klinsmann assumiu o controlo do encontro, fazendo uma enorme pressão. Bradley (29’) e Johnson (32’) protagonizaram remates perigosos. Após estes sinais de perigo, Portugal começou a equilibrar a partida. No fim do primeiro tempo, Nani quase ampliou a vantagem com um remate fortíssimo de Nani a embater no poste, na recarga Éder permite uma enorme defesa de Tim Howard!

A segunda parte começou com mais uma substituição por lesão para Portugal. O defesa André Almeida abandonou o terreno de jogo para a entrada de William Carvalho, elevando para cinco os jogadores lusos a saírem lesionados nesta competição! Portugal entrou novamente forte conseguindo um remate perigoso de Éder aos 50 minutos. Já aos 55’, uma grande oportunidade para os EUA com um tiro de Bradley a ser evitado por Ricardo Costa em cima da linha.

O jogo ficou partido e foi tendo várias oportunidades para cada equipa. Numa jogada de contra-ataque aos 62’, Cristiano Ronaldo isolado chuta muito ao lado. Dois minutos depois, Jermaine Jones empata o encontro com um remate de longe que deixa o guarda-redes Beto pregado ao relvado. A partir daí, Portugal procurou regressar à vantagem criando algumas jogadas de perigo. Raul Meireles, aos 65’, tem uma boa oportunidade com um tiro portentoso para defesa de Howard.

Os últimos minutos foram de alta rotação! Nani tentou colocar Portugal novamente em vantagem ao rematar por cima aos 79 minutos. Dois minutos depois, mais um balde de água fria para Portugal! Clint Dempsey encosta com a barriga para o segundo golo norte-americano. Quando já ninguém acreditava, surge uma pequena luz de esperança. Na última jogada do encontro, Cristiano Ronaldo faz um enorme cruzamento para Varela que cabeceia para o empate.

Assim sendo, o apuramento para a segunda fase de Portugal é uma tarefa muito difícil! A selecção nacional precisa de vencer o Gana (quinta-feira, 17h00) e esperar que a Alemanha vença para recuperar os cinco golos de diferença dos EUA. No que diz respeito a arbitragem, o argentino Néstor Pitana fez globalmente uma boa partida, apesar de na primeira parte ter perdoado uma expulsão ao norte-americano Beckerman que agrediu Raul Meireles com o cotovelo.

Ainda é possível a qualificação para a segunda fase? O que está a falhar na equipa portuguesa? É normal Portugal ter sofrido cinco lesões durante este Mundial?

Se gostas do Um Mar de Recordações, então ajuda a fazê-lo crescer em:

     

65 comentários

Comentar post

Pág. 1/7