Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Um Mar de Recordações

Num passado de indefinições, um presente intermitente em que um futuro ambicioso se avizinha

Um Mar de Recordações

Maravilhado por uma imagem incalculável

Finalmente tinha chegado a hora, o grande momento pelo qual tinha ansiado toda uma vida. Era a concretização de um sonho de criança, algo que agora estava a ser cumprido depois de diversos anos de esforço e dedicação. A sensação da concretização daquele objectivo tinha um valor incalculável, no fundo era um feito de uma vida. Enfim, recebia os louros por todos os sacrifícios que tinha feito para chegar até aquela posição. Não trocava aquele momento por nada em todo o mundo!

Não conseguia esconder o entusiasmo por tudo estar a correr bem, na sua face erguia-se um sorriso tolo de um sonhador compulsivo. Respirou fundo e ganhou coragem para dar o passo seguinte, o movimento que ia tornar tudo aquilo real. A visão que ansiou durante tanto tempo, aquilo que desejou desde miúdo. A compreensão que o momento tinha chegado arrepiou-o. Esforçou-se para dar o primeiro passo, mas avançou de forma segura. E finalmente olhou para a janela, pela primeira vez teve uma panorâmica total do planeta. Um arrepio repentino apoderou-se dele.

Sorriu com orgulho pelo objectivo cumprido, sem reparar que uma lágrima caiu da sua face. Era inacreditável como aquela imagem era de uma beleza estonteante. Valeu a pena todos os treinos para chegar ali. A vista era de cortar a respiração. Ficou ali durante longos minutos a contemplar aquela imagem extraordinária. Naquele momento sentiu-se pequeno, observou o quão pequena a sua vida era naquele entusiasmante planeta. Deu um longo sorriso. “Messenger, está tudo ok por aqui! Vamos trabalhar?”, questionou para a base de controlo.

[Ficção]

 Imagem retirada de: http://www.hoya.com.br/ 

 

Segue-me também em:

           

55 comentários

Comentar post

Pág. 1/6