Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Um Mar de Recordações

Num passado de indefinições, um presente intermitente em que um futuro ambicioso se avizinha

Um Mar de Recordações

Meras palavras...

Palavras, meras palavras. Para mim, um autêntico vício que não consigo largar, que está preso a mim. No fundo, fazem parte de mim de uma maneira especial e autêntica. Escrevo porque preciso, pois tenho essa necessidade constante em mim. Vivo intensa e incansavelmente nesse transe marcado pela crença de encontrar a palavra certa. Com o desejo infinito de escrevê-la com a alma. Num paradoxo entre a verdade e o sentimento. Não desisto de encontrar essa sensação, persisto nessa busca incansável. Preciso de sentir isso! Desafio-me constantemente a melhorar, a acrescentar mais. Não me deixo limitar por nada, escrevo sem tabus, pois procuro o máximo sentido. Sem vacilar, continuo a lutar para essa intensa descoberta. E sem notar deixo-me consumir pelas palavras, num labirinto confuso de sentidos. Mantenho-me a viver numa constante insatisfação, não me conformo de maneira nenhuma, pois o amanhã abre sempre a possibilidade de um novo desafio. Uma oportunidade para encontrar uma nova forma de melhorar e progredir. Assim vivo, assim sou (realmente) feliz...

 

 
 

Segue-me em:

Sapo || Facebook || Twitter || Instagram || Youtube || Bloglovin' ||

38 comentários

Comentar post

Pág. 1/4