Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Um Mar de Recordações

Num passado de indefinições, um presente intermitente em que um futuro ambicioso se avizinha

Um Mar de Recordações

"Os Grandes Portugueses" (30) – Sá Carneiro

Nome:  FRANCISCO Manuel Lumbrales de SÁ CARNEIRO

Data e Local de Nascimento: Porto, 19 de Julho de 1934 

Data e Local da sua Morte:  Camarate, 4 de Dezembro de 1980

Profissão que se notabilizou: Advogado e político

 

Feitos importantes:

  • Cresceu no seio de uma família católica da alta burguesia no Porto, mas acabou por licenciar-se pela Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa em 1956. Exerceu a profissão de advogado na sua cidade natal. Mais tarde, em 1969, foi eleito deputado à Assembleia Nacional pelas listas da União Nacional, o partido único do regime salazarista. Colaborou com Mota Amaral na elaboração de um projecto de revisão constitucional, apresentado em 1970. Acabou por resignar ao cargo de deputado após ser recusada a proposta com outros membros da Ala Liberal, entre os quais Francisco Pinto Balsemão e Magalhães Mota.
  • Em Maio de1974, após a Revolução dos Cravos, Sá Carneiro fundou o Partido Popular Democrático (PPD), juntamente com Francisco Pinto Balsemão e Joaquim Magalhães Mota. Sá Carneiro tornou-se o primeiro secretário-geral do partido e, em Outubro de 1976, após a reforma dos estatutos, o primeiro presidente do partido, que então passou a designar-se Partido Social Democrata (PSD).
  • Em finais de1979, criou a Aliança Democrática, uma coligação entre o seu PPD/PSD, o Partido do Centro Democrático Social (CDS) de Diogo Freitas do Amaral, o Partido Popular Monárquico (PPM) de Gonçalo Ribeiro-Telles, e alguns independentes. A coligação vence as eleições legislativas desse ano com maioria absoluta. Dispondo de uma ampla maioria a apoiá-lo (a maior coligação governamental até então desde o 25 de Abril) que demonstrava todo o seu carisma e apoio popular.
  • Faleceu na noite de4 de Dezembro de 1980 em circunstâncias nunca completamente esclarecidas, quando o avião no qual seguia se despenhou em Camarate, quando se dirigia para o Porto para participar num comício de apoio ao candidato presidencial da coligação, o General António Soares Carneiro. Juntamente com ele faleceu o Ministro da Defesa, o democrata-cristão Adelino Amaro da Costa.
  • O aeroporto internacional do Porto, para o qual ele se dirigia, foi posteriormente rebaptizado com o seu nome. A 13 de Julho de 1981 foi agraciado a título póstumo com a Grã-Cruz daOrdem Militar de Cristo, a 17 de Março de 1986 com a Grã-Cruz da Ordem Militar da Torre e Espada, do Valor, Lealdade e Mérito e a 20 de Dezembro de 1990 com a Grã-Cruz da Ordem da Liberdade.

 

 

Segue-me em:

Sapo || Facebook || Twitter || Instagram || Youtube || Bloglovin' ||

50 comentários

Comentar post

Pág. 1/5