Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Um Mar de Recordações

Um Mar de Recordações

“Pensar incomoda como andar à chuva”

Apareceste à hora do costume. Pontual e distinto como sempre. Naquele dia, quando apareceste na minha pastelaria, só pensei que eras o meu sonho. Uma ilusão que persiste no meu coração. Ai, como te desejo cada vez mais! É inútil fingir, não me saís da cabeça. Tenho que concordar com Pessoa, “pensar incomoda como andar à chuva”. A chuva importuna, chateia, mas persiste. Tal como esta louca paixão que sinto por ti.

Antes de teres aparecido nada era assim. Repudiava romantismos, agora vivo para eles. Nunca fui uma pessoa de apaixonar-me, preferia a solidão. E agora? Bem, agora sonho em ter-te para mim e segredar as maiores tolices do mundo. Até porque o amor é feito dessas mesmas tolices. Não há noite que não sonhe contigo, sonhos luxuriosos. Curioso, como é fácil sonhar, aí tudo é perfeito.

Começas a aproximar-te e chegas ao balcão com o maior dos sorrisos. Como adoro os teus lábios são uma perdição. Fazes aquele gesto nervoso, o de sempre. Gosto da tua simplicidade. Recordo cada traço teu, até porque a vida é feita de recordações, destes momentos. Facilmente te destacas, tens essa facilidade. Talvez seja isso que me pões nervoso e me tiras a coragem. Quando, reparas no meu nervosismo sorris. Adoras ver-me assim, és incorrigível.

Aproximei-me de ti e trocámos algumas palavras. Primas pela simpatia. Querias uma bola de berlim e eu escolhi a mais perfeita. Para ti só o melhor. Nunca consegui expressar os meus sentimentos directamente. Os meus bolos demonstram-no por mim. Faço-os a pensar em ti para que te delicies só mais uma vez. É um prazer insubstituível ver como gostas destas minhas delicias. Enquanto comes, reparas que estou a olhar para ti. Ris. Trocamos um olhar tímido. Fiquei vermelho, sei que um dia terei coragem de te dizer tudo o que sinto sem os meus bolos o demonstrarem…

O 'Um Mar de Recordações' agora tem uma conta no Twitter, portanto o pessoal que anda por lá, faça o favor de adicionar aqui.  Entretanto, continua a ajudar a fazer o blogue crescer em:

        

81 comentários

Comentar post

Pág. 1/8