Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Um Mar de Recordações

Um Mar de Recordações

Sala de cinema (32) – Guardians of Galaxy

Não resisti a trazer-vos um filme que vi recentemente no cinema e que fiquei incrédulo pela sua qualidade. Guardians of Galaxy, realizado por James Gunn, dá uma nova dimensão aos filmes de super-heróis. Baseado nas histórias de BD , é uma junção perfeita entre comédia e acção que eleva em muito a fasquia das longas-metragens do género. Com um orçamento de 170 milhões de dólares, o produto final arrisca-se a ser recordado como um dos melhores filmes da actualidade.

Peter Quill (Chris Pratt), autodenominado de ‘Senhor das Estrelas’, rouba uma esfera cobiçada por Ronan (Lee Pace), um poderoso e ambicioso vilão. Compreendendo o perigo em que se encontra, Quill forma um extravagante grupo para enfrentar este inimigo: Rocket Raccoon (na voz de Bradley Cooper), um guaxinim de pensamento rápido e ligeiro no gatilho; o leal Groot (na voz de Vin Diesel), um humanóide com a aparência e força de uma árvore; a implacável e destemida alienígena Gamora (Zoe Saldana); e Drax (Dave Bautista), um homem marcado pelo desejo de vingança. É este o grupo que terá de encontrar um modo de impedir  que Ronan recupere a esfera e, assim, conseguir impedir a aniquilação do Universo.

Apesar do conceito não espantar pela criatividade, desengane-se quem pensa que é mais do mesmo. Com um forte componente na imagem, James Gunn consegue criar um ambiente extraordinário. Guardians of Galaxy executa com uma mestria pouco habitual uma trama que inova no estilo e na execução. Produzido pela Marvel Studios , o filme com a duração de duas horas tem a capacidade de entreter quer nas batalhas como nos diversos momentos cómicos. Aliado a isso conta com uma banda sonora genial. Um trabalho magnifico de Tyler Bates, que nos faz mergulhar na atmosfera criada com efeitos especiais espectaculares.

Especial destaque para profunidade das personagens com histórias fortes e bem estruturadas. Não somos confrontados com os típicos heróis, na verdade acabam todos pro ser criminosos que se vêm (quase) obrigados a formarem uma equipa para salvar a galáxia. Além do mais, o enredo é forte com desempenhos sólidos e bem conseguidos, o protagonista Chris Pratt esteve  bastante bem. Contudo, quem me impressionou mais foi  Bradley Cooper que com o seu irónico guaxinim destaca-se em grande escala. Para mim, ele rouba o espetáculo com as suas frases memóraveis.  Por certo, este Guardians of Galaxy vai permanecer durante muito tempo na memória dos amantes de cinema!

Já viram o filme? O que é que mais vos impressionou? Qual foi a vossa personagem preferida?

Depois do Twitter, agora é a vez do Instagram. Na tentativa de tornar o blogue cada vez mais interactivo, o Um Mar de Recordações ganhou o seu novo espaço. Passem por lá para saber alguns dos momentos  da pessoa por trás do computador. Entretanto, continua a ajudar a fazer o blogue crescer em:

           

61 comentários

Comentar post

Pág. 1/7