Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Um Mar de Recordações

Um Mar de Recordações

Questões inevitáveis (19)

Enquanto me encontrei a arrumar o sótão neste último fim-de-semana deparei-me com inúmeras recordações e várias memórias da minha infância Posto isto, o Questões Inevitáveis vai dar ênfase sobre aquela que é uma das melhores fases da nossa vida – a infância. Não existem responsabilidades e o nosso único ‘trabalho’ é arranjar novas formas para nos divertir. É nessa perspectiva que proponho esta nova edição da rubrica.

Naturalmente que uma das coisas que mais gostava de ver era desenhos animados. Tive a felicidade de crescer nos anos 90 rodeado de alguns dos programas infantis mais icónicos da televisão portuguesa. Comecei por ver a Rua Sésamo , admito que era louco por aquela série. Cheguei mesmo a ter um bolo de aniversário com o Popas Amarelo que na altura era a minha personagem favorita. Os anos foram passando e comecei a não perdia um episódio do Dartacão , das Tartarugas Ninjas, dos Power Ragers ou do inevitável Dragon Ball . Agora com 23 anos ainda me consigo lembrar das músicas de abertura destas animações.

De facto, foram horas à frente do televisor a dar muitas gargalhadas de satisfação. Guardo essas recordações num local muito especial. Tenho a certeza que vocês também tem memórias muito especiais de quando eram mais novos/as. Acho que vai ser bastante divertido partilhar um pouco das nossas memorias e recordar alguns bons momentos.

 

Quais foram os desenhos animados que mais os marcaram? Ainda há alguma música dessa animação que ainda hoje conseguem cantar de cor? Sentem que os canais em sinal aberto deviam dar mais destaque à programação infantil?

Crise de arrumações

Sou organizado, mas nunca fui muito bom em arrumações. Sei onde tenho tudo, mas reconheço que tenho uma maneira esquisita de colocar as coisas. Sim é estranho, eu sei, e pode até não ser a forma mais harmoniosa, mas é a minha. Cada coisa tem o seu espaço.  

Contudo, acho que os outros têm dificuldade a compreender a minha forma de arrumar o meu quarto. Irrita-me quando sistematicamente me dizem que anda tudo desarrumado, é talvez das coisas que mais me tira do sério…

De forma a poder livrar-me desse tipo de conversa, projectei para este Verão um grande objectivo. Fazer uma revolução total do meu quarto. Ver o que fica e o que saí. Mandar fora o que não interessa ficar com aquilo que me é querido e próximo. Uma mudança radical para mudar tudo o que tenho por cá.

Esta semana comecei a tratar desse assunto. Contudo, se há uma coisa que tenho de reconhecer é que tenho muita coisa. Acho que a minha área de trabalho me obriga exactamente a isso. Isso faz com que tudo seja mais difícil, mas que não deixa de ser uma situação engraçada.

Alguma parte já está vista e tratada. Nestes dias de intenso calor, tenho aproveitado os tempos mortos para cortar no dispensável. É incrível as coisas que tenho encontrado, é como fazer uma viagem no tempo. É isso que eu mais gosto quando faço arrumações, lembrar algumas recordações perdidas. Quando terminar o mais provável é continuar a ouvir que o quarto está desarrumado, mas a verdade é que este caos organizado me define e faz aquilo que sou. 

Fonte da imagem: https://acasadasgurias.wordpress.com/ 

 

 

A minha página de autor está quase a chegar aos dois mil gostos graças à vossa ajuda incrível em apoiar este meu sonho, o que vos peço é mais um esforço para chegar a este patamar. Posso contar com a vossa ajuda? É algo muito simples e ajuda imenso na divulgação! Segue-me também no:

Sapo || Facebook || Twitter || Instagram || Youtube || Bloglovin' ||