Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Um Mar de Recordações

Um Mar de Recordações

Sala de cinema (38) – As séries em que estou viciado

Confesso que sou um verdadeiro viciado em séries, um plano fantástico para uma boa noite passa por ver um episódio da minha série preferida. Em últimas edições desta rubrica já levantei um pouquinho do véu daqueles que são os meus gostos pessoais. No entanto, esta é uma pequena lista daquelas a que neste momento não consigo perder pitada! Assim sendo vou deixar aqui uma pequena compilação bastante ecléctica daquilo que mais gosto de ver!

Arrow: Quem me segue no Instagram (@miguel_alexandre7) sabe que eu ando completamente viciado nesta série que comecei a ver recentemente mas que já estou nos mais recentes episódios. Arrow aborda a história de Oliver Queen, um playboy que fica preso a uma ilha deserta durante cinco anos. Quando consegue regressar a casa decide combater o crime e corrupção da sua cidade. Num enredo bastante rico, esta série é repleta de adrenalina e momentos de acção incríveis. Especial destaque para às cenas de luta que estão fabulosas. Original da emissora The CW, a série passa em Portugal no AXN.

Downton Abbey: Viajando agora para o princípio do século XX, temos uma das séries britânicas que está na mó de cima. Produzido pelo canal ITV, a série acompanha Crawley, uma família aristocrática inglesa, e os seus criados  durante o reinado de Jorge V. Gosto principalmente da componente histórica com que é abordado este drama, o que faz dela uma fantástica forma de aprender o relembrar alguns dos momentos históricos mais importantes. Comecei a ver recentemente e não consigo parar. A FOX Life é o canal que transmite os episódios em terras lusas.

Big Bang Theory: O tónico para dar umas boas gargalhadas é assistir a um episódio deste série da CBS, a inteligência e perspicácia das piadas são extraordinárias. A vida de um físico experimental (Leonard Hofstadter) e um físico teórico (Sheldon Cooper) mudam por completo quando no outro lado do corredor começa a morar Penny, uma empregada de café com inspirações a ser actriz. O elenco é cativante e facilmente ganhas carinho pelas personagens, principalmente pela performance de Jim Parsons (o irreverente Shledon) que é simplesmente inigualável! Em Portugal, os episódios desta comédia podem ser vistos no AXN White.

 

Gostam destas séries? Quais são os programas que vos deixam pregado à televisão/monitor?

 

Segue-me em:

Sapo || Facebook || Twitter || Instagram || Youtube || Bloglovin' ||

Sala de cinema (36) - Boyhood

Um dos filmes com mais nomeações para Óscares (seis) deste ano é Boyhood, um drama realizado por Richard Linklater. Uma longa-metragem que demorou 12 anos (2002-2013) para ser concluído, o que faz dela uma das produções mais longas da história do cinema. Com apenas 39 dias de rodagem em Austin (no estado de Texas), a receita já ultrapassa os 40 milhões de dólares - o orçamento cifrou-se em (apenas) 4 milhões.

O enredo centra-se na vida do jovem Mason (Ellan Coltrone), uma criança com pais separados. A história segue então este rapaz durante 12 anos, desde da entrada para a escola, aos seis, até à universidade aos dezoito. Os resultados são imprevisíveis, originando uma experiência profundamente pessoal, que nos molda à medida que nos revemos em diversos acontecimentos do filme.  Assim, ao longo da trama vamos vendo como é o seu relacionamento com os pais e como amadurece com o passar do tempo.

Na minha opinião esta é uma bela demonstração do quotidiano de uma família normal de pais separados. Numa observação mais superficial o importante deste filme é o facto de ser banal, é a vida como ela é. Não é a típica história que pensamos que só acontece nos filmes. Para mim, essa é a sua magia. De facto, Linklater não procurou filmar o espectacular. No fundo, Boyhood é uma história que se passa na realidade, um verdadeiro relato. Isso aproxima o espectador porque é algo que pode acontecer com um familiar ou com um vizinho.

Percebe-se facilmente que este é um trabalho feito com uma enorme dedicação e trabalho. Pessoalmente, gostei de mergulhar um pouco na vida de Mason e acompanhar o seu crescimento. Boyhood é um filme bastante agradável de ver, independente das quase três horas de filme. Em Fevereiro de 2012, na cerimónia dos Óscares, esta longa-metragem está nomeada para Melhor Filme, Melhor Realizador, Melhor Actor Secundário (Ethan Hawke), Melhor Actriz Secundária (Patricia Arquette), Melhor Argumento Original e Melhor Edição.

Vídeo publicado por: MOVIECLIPS Trailers

 

 

Segue-me em:

Sapo || Facebook || Twitter || Instagram || Youtube || Bloglovin' ||

Sala de Cinema (34) – Gotham

A estreia de Gotham em Portugal está quase a chegar!  Considerada pelos críticos uma das grandes séries do ano, a prequela de Batman chega as televisões já no próximo dia 11 de Novembro, pelas 22h15, na FOX. Criada por Bruno Heller, esta série dramática é baseada em personagens que aparecem em publicações da DC Comics.

O enredo baseai-se nos primeiros dias do inspector James Gordon (Ben McKenzie) na polícia de Gotham City. Com uma reputação irrepreensível nos campos da lei e da ordem, ele acaba por tornar-se um dos maiores inimigos do mundo do crime. Tudo começa com um crime terrível: o homicídio dos milionários locais Thomas e Martha Wayne. No local do crime, Gordon conhece o único sobrevivente: Bruce (David Mazouz), o filho de 12 anos do casal, um rapaz extraordinariamente forte que futuramente vai tornar-se no Cavaleiro das Terras… Assim sendo, Gotham é a história da origem dos grandes vilões e justiceiros da DC Comics, revelando um novo capítulo que nunca antes havia sido contado.

O cenário de Gotham é brilhantemente criado mostrando uma Nova Iorque suja e criminosa dos anos 80. Nesta série, que vai ter 22 episódios na primeira temporada, podemos observar ao nascimento dos vilões de alguns dos mais icónicos do mundo - personalidades intemporais como Catwoman, O Pinguim, O Enigma, Duas-Caras e Joker. O sucesso inicial já valeu aos actores Ben McKenzie (James Gordon) e Robin Lord Taylor (Oswald Cobblepot) a nomeação para os People's Choice Awards, na categoria de actor favorito numa nova série de televisão.

Vídeo colocado por: IGN

Estão curiosos para ver Gotham? Qual é a personagem que desejam mais ver? O que acham do ressurgimento dos super-heróis na televisão e no cinema?

 

Segue-me em:

Sapo || Facebook || Twitter || Instagram || Youtube || Bloglovin' ||

Sala de cinema (31) – Breaking Bad

Hoje trago-vos uma das séries que mais me entusiasmou nos últimos tempos, falo de Breaking Bad. Recentemente, assisti ao seu último episódio e foi simplesmente sublime, uma autêntica obra de arte! Esta série dramática, exibida nos EUA pela AMC, foi criada e produzida por Vince Gilligan. Amplamente elogiada pela crítica, estreou em 2008 e conta com 62 episódios durante cinco soberbas temporadas.

O enredo é baseado na história de Walter White  (Bryan Cranston) um professor de química do ensino secundário, com um filho adolescente que sofre de paralisia cerebral (RJ Mitte) e uma esposa grávida, Skyler  (Anna Gunn). Quando White descobre que tem um cancro no pulmão, sofre um colapso e começa a produzir e a vender droga (metafetaminas) com um ex-aluno - Jesse Pinkman  (Aaron Paul). O objectivo deste excêntrico e extraordinário professor passa por assegurar o futuro financeiro da família no caso da sua morte. Será que no final ele vai conseguir conquistar esse desejo?

Com um enredo extraordinário e um elenco muito talentoso (grande trabalho de Bryan Cranston e Aaron Paul!), os episódios tem uma esplêndida direcção. Em cada episódio existe uma tensão gritante! A série dramática funde humor negro e situações de humor com desenvolvimentos e acontecimentos inesperados. É esta fusão que dá uma personalidade irreverente a este drama. Claro que a qualidade Breaking Bad valeu-lhe diversos prémios, incluído dez Primetime Emmy Awards , oito Satellite Awards , dois Golden Globe Awards e um People's Choice Award . Em Portugal, a série é transmitida pela MOV que vai exibir a quinta e última temporada em Dezembro deste ano. 

O que mais gostam em Breaking Bad? Qual foi o momento mais marcante na série? Qual é a melhor personagem desta história?

O 'Um Mar de Recordações' agora tem uma conta no Twitter, portanto o pessoal que anda por lá, faça o favor de adicionar aqui.  Entretanto, continua a ajudar a fazer o blogue crescer em:

        

Sala de cinema (28) – Golpada Americana

A par de Gravidade, Golpada Americana com dez nomeações é o filme mais destacado na 86ª edição dos Óscares, cerimónia que vai decorrer a 2 de Março em Los Angeles. A comédia dramática realizada por David O. Russell baseia-se numa operação do FBI (ABSCAM) do final dos anos 1970 e início dos anos 80. Aclamado pela crítica, a longa-metragem já arrecadou cerca de 172 milhões de dólares.

Envolvido num dos escândalos mais impressionantes que abalou os EUA, Golpada Americana é uma ficção sobre a história do brilhante vigarista Irving Rosenfeld (Christian Bale), que em conjunto com a astuta e sedutora Sydney Prosser (Amy Adams) se vê  forçado a trabalhar para Richie DiMaso (Bradley Cooper), um alucinado agente do FBI. DiMaso empurra-os para o mundo vigarista e mafioso de Jersey que tem tanto de perigoso quanto de alucinante. Mas é Rosalyn (Jennifer Lawrence), a imprevisível mulher de Irving, poderá ser aquela a puxar o fio que fará todo este mundo desabar…

Depois de Silver Linings Playbook,  David O. Russell dá-nos mais uma demonstração da sua extraordinária capacidade de criar guiões interessantes e eficazes. Consegue com mestria fazer uma fantástica recriação da época suportada com vários despenhos acima da média (destaque principal para Amy Adams e Jennifer Lawrence). Pessoalmente, é o tipo de filme que me agrada imenso pelos momentos hilariantes que vai permitindo ao longo do enredo. Uma longa-metragem com personalidade que me encheu as medidas, definitivamente um dos melhores do ano! Destaque ainda para o fantástico guarda-fato, aliada a uma banda sonora magistral. É, sem dúvida, daqueles filme a não perder!

Avaliação:{#emotions_dlg.star}{#emotions_dlg.star}{#emotions_dlg.star}{#emotions_dlg.star}

 

O que acharam deste filme? Qual pensam ser o desempenho de Golpada Americana nos Óscares? O trio Russell, Cooper e Lawrence são cada vez mais nomes em ter em linha de conta para o mundo do cinema nos próximos anos?