Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Um Mar de Recordações

Num passado de indefinições, um presente intermitente em que um futuro ambicioso se avizinha

Um Mar de Recordações

Benfica sagra-se tricampeão


O Benfica sagrou-se no passado domingo tricampeão nacional, título conquistado após vitória sobre o Nacional por 4-1, na última jornada da Liga. Os encarnados conquistaram o seu 35.º campeonato e o primeiro tricampeonato desde 1976/77. Nico Gaitán (aos 23 e aos 65 minutos), Jonas (aos 39 minutos) e Pizzi (aos 84 minutos) foram os responsáveis pelos golos que deram a vitória à equipa encarnada, numa partida disputada num Estádio da Luz a abarrotar. Consideram o Benfica justo campeão? Quem foi para vocês o melhor jogador do campeonato? Qual foi a maior surpresa neste campeonato?

 

 
 

Segue-me em:

Sapo || Facebook || Twitter || Instagram || Youtube || Bloglovin' ||

Miguel, então o que está a dar? (2)

Aqui está a segunda edição desta nova rubrica aqui no Um Mar de Recordações, um espaço onde vos deixo mensalmente alguns dos meus vídeos no meu canal no Youtube. Todas as semanas coloco vários vídeos, portanto vale a pena espreitar. Quero aproveitar também para agradecer o vosso apoio e carinho, pois graças à vossa importante ajuda já cheguei aos 100 subscritores! Portanto, continuem a carregar no botão "subscrever" e a meter gostos nos vídeos pois ajuda imenso na divulgação para que possa chegar a um maior número de pessoas possíveis. Hoje vou partilhar com vocês três vídeos com temas completamente diferentes. Portanto boas visualizações, espero que gostem! 

 

Uma viagem à nostalgia, onde aponto os melhores vilões de Dragon Ball. Em paralelo, estou a fazer análises de todos os episódios da nova série - Dragon Ball Super. 

Um resumo da primeira jornada do campeonato português, ronda em que  os grandes venceram os seus jogos. Neste vídeo podes ver a minha opinião sobre todos os encontros que se realizaram na estreia da liga nacional.

Por último, mas não menos importante a minha análise a uma teória que está a ficar cada vez mais viral na Internet - a possível identidade do Joker. Se estás curiosa, tens mesmo que espreitar este vídeo!

 
 

Segue-me em:

Sapo || Facebook || Twitter || Instagram || Youtube || Bloglovin' ||

Benfica contra Sporting: quem ganha a Supertaça?

O grande derby está a chegar e já não se fala em outra coisa, é um tema quase obrigatório em qualquer parte do país. O Benfica e o Sporting vão disputar a Supertaça Cândido Oliveira no Estádio do Algarve, em Faro. A partida vai ser no domingo às 20h45 com transmissão em directo na RTP1. Este que será a primeira partida que Jorge Jesus vai enfrentar a sua antiga equipa, algo que certamente vai apimentar este clássico do futebol português. 

As duas equipas encontram-se em estados anímicos completamente diferentes. Os leões partem com a confiança reforçada depois de uma boa pré-época e um forte investimento na qualidade da equipa, enquanto as águias ainda vivem na depressão de um final de ciclo. De destacar que o Benfica ainda não venceu um encontro nos 90 minutos nesta pré-temporada. Será bastante interessante ver como cada uma das equipas vai gerir o jogo. Numa primeira instância, o Sporting parece partir com ligeira vantagem, mas os prognósticos no desporto são sempre complexos de prever...

De referir que a Supertaça é o primeiro trófeu da época, um jogo disputado pelo campeão nacional e o vencedor da taça de Portugal. A última vez que estas duas equipas se defrontaram nesta competição foi no longíquo ano de 1987, na altura os leões acabaram por levar o trófeu para casa. 

 Quem acham que vai ganhar a Supertaça? Qual pensam ser o jogador determinante nesta partida? Como é que Jorge Jesus vai ser recebido pelos adeptos do Benfica?

 
 

Segue-me em:

Sapo || Facebook || Twitter || Instagram || Youtube || Bloglovin' ||

Questões inevitáveis (37) – O monopólio do futebol

O Benfica e o FC Porto empataram sem golos em partida referente à 30.ª jornada do campeonato português. Uma repartição de pontos que provavelmente vai dar o bicampeonato às águias que partem para as últimas quatro jornadas com três pontos de vantagem. Este foi a grande notícia de ontem! Grande parte do país quase que parou para ver esta partida, o encontro foi tema de conversa número um em qualquer lugar. Como sabem sou um enorme fã de desporto, portanto eu próprio vibrei com o clássico. Confesso que vou fazer um pouco de advogado do diabo neste post até porque trabalho em... jornalismo desportivo. Mas não consigo deixar de me questionar se o futebol não tem demasiado tempo de antena na sociedade. Talvez tenha ganho uma preponderância central problemática e perigosa. Se percorrermos as grelhas dos canais noticioso somos bombardeados com inúmeros programas para discutir cada segundo de um jogo. Talvez esse tempo devesse ser melhor aproveitado com outros programas com índoles diferentes. É verdade que o futebol dá imensa audiência a um canal, mas também sou da opinião que é preciso encontrar espaços onde devem ser discutidos assuntos de maior relevo. Na minhas perspectiva, falta diversidade. Pior, não há procura por maior informação. Daí considerar ser necessário incentivar cada vez mais à produção de programas culturais, dando-lhe uma nova roupagem que incentive a visualização de todas as pessoas.   

16.04-Benfica-vs-Porto.jpg

 O futebol domina demais a sociedade? Há demasiados programas de desporto na televisão? É preciso uma mudança de paradigma?

 

Segue-me em:

Sapo || Facebook || Twitter || Instagram || Youtube || Bloglovin' ||

Questões inevitáveis (34) – Cristiano Ronaldo amplia o seu reinado

Cristiano Ronaldo, de 29 anos, venceu pelo segundo ano consecutivo a Bola de Ouro, a terceira da sua carreira. O português foi eleito melhor jogador do Mundo com 37,66% dos votos, deixando Lionel Messi (Barcelona) no segundo posto, com 15,76%, ao passo que Manuel Neuer (Bayern Munique) foi terceiro, com 15,72%.

“Foi um ano inesquecível a nível colectivo e pessoal. Este é um enorme troféu, único. Isto vai dar mais motivação para conquistar mais títulos colectivos e individuas”, afirmou Cristiano Ronaldo visivelmente emocionado no momento em que recebeu a Bola de Ouro.  Mais motivado que nunca, o astro português já estabeleceu uma meta: “Espero não ficar por aqui. Quero apanhar o Messi [o argentino conta com quatro Bolas de Ouro]! Quero ser considerado o melhor!”

Este foi o coroar de um ano fantástico do jogador luso com vitórias em quatro competições - Liga dos Campeões, o Campeonato de Mundo de Clubes, a Supertaça Europeia e a Copa do Rei. O avançado português participou em 60 partidas e marcou 61 golos, pelo meio estabeleceu o recorde de maior número de golos na Liga dos Campeões.

Imagem retirada de: http://www.ronaldo7.net/

Triunfo justo de Cristiano Ronaldo? O avançado português já pode ser considerado um dos melhores de sempre?

 

Que tema desejas para o próximo conto?
 
 
 
 
 
 
 
pollcode.com free polls

 

 

Segue-me em:

Sapo || Facebook || Twitter || Instagram || Youtube || Bloglovin' ||

Vitória magra não chega para a qualificação portuguesa

O previsível aconteceu e Portugal está fora do Campeonato do Mundo no Brasil, depois de um desempenho muito aquém do esperado. Na terceira e última jornada do Grupo G, a selecção das quinas venceu o Gana por 2-1, mas o resultado não chegou para inverter a desvantagem de cinco golos (a Alemanha até ajudou…). Boye (auto-golo) e Cristiano Ronaldo marcaram para o lado português, enquanto Asamoah Gyan marcou pelos ganeses. Uma prestação frágil do conjunto luso que tinha a obrigação de passar à segunda fase do torneio…

Com uma forte intensidade, Portugal entrou no Estádio Nacional Mané Garrincha a dominar numa postura mais forte e agressiva. Os jogadores portugueses deixaram uma imagem diferente mostrando finalmente alguma garra, algo que não tinha acontecido nos outros encontros. Pena que isso tivesse acontecido quando as coisas já estavam demasiado complicadas, fica a ideia que o resultado com os EUA seria diferente com esta postura… Cristiano Ronaldo entrou em grande! Aos seis minutos, rematou à barra da baliza de Dauda, naquela que foi uma das muitas ameaças do astro português. Um livre (12’) e uma forte cabeçada (19’) foram as oportunidades mais flagrantes na primeira parte do melhor jogador do mundo.

O Gana só criou perigo aos 20’ numa defesa vistosa de Beto ao remate de Asamoah Gyan. Num jogo muito competitivo e disputado, lutou-se muito dentro do terreno do jogo. Portugal pareceu sempre ser mais forte e o golo acabou por aparecer aos 31 minutos. Num cruzamento de Miguel Veloso, a bola chega à área e Boye, a tentar um corte, coloca a bola na própria baliza. Pouco tempo depois, um remate perigoso de Rúben Amorim saiu ao lado da baliza, naquele que podia ter sido o segundo golo do encontro. O Gana voltaria a incomodar a baliza nacional perto do final com um remate ao lado de Atsu. O primeiro tempo abria possibilidades a um milagre, até porque o trabalho defensivo está a ser feito de forma coesa, o que ajudava a uma maior segurança durante o encontro.

Na segunda parte tudo se transfigurou… Os comandados de Paulo Bento entraram nervosos e começaram a cometer alguns erros. O jogo ficou mais aberto com as equipas a apostarem tudo na segunda parte, isso permitiu vários contra-ataques das duas equipa. Portugal pareceu perder um pouco o gás e quem aproveitou foram os africanos que aos 51’ teve um remate muito perigoso por intermédio de Asamoah Gyan. Seis minutos depois, o mesmo jogador acabaria por marcar o golo ganês, após um cabeceamento certeiro às redes lusas. Após o empate, o jogo ficou ainda mais imprevisível com diversas jogadas de perigo, mas que acabavam por não ter a melhor finalização.

O jogo tornou-se confuso com diversos erros de parte a parte, jogou-se muito com o coração. Foi numa dessas falhas, que surgiu o segundo golo português. Aos 80 minutos, o guardião Dauda aliviou a bola para Cristiano Ronaldo, que fuzilou a baliza. Um remate de raiva do capitão! Os últimos minutos foram impróprios para cardíacos. Ronaldo (82’) e Nani (83’) tiveram duas boas oportunidades para dilatar a vantagem, mas não conseguiram fazer o gosto ao pé por manifesta pouca sorte. O guardião Beto acabaria por sair lesionado, naquela que foi a sexta (!) lesão de um jogador português nesta prova… Nos descontos, Ronaldo, por duas vezes, e João Moutinho ainda tiveram oportunidades, mas o resultado não se viria a alterar… Portugal despede-se deste Mundial com uma vitória amarga e com a consciência que tinha capacidade para fazer bem melhor!

 

Portugal merecia a qualificação? O que falhou para não serem atingidos os objectivos mínimos ? Paulo Bento tem condições para continuar como seleccionador nacional?

Se gostas do Um Mar de Recordações, então ajuda a fazê-lo crescer em:

     

Varela mantém vivo o difícil sonho português

Portugal e EUA empataram a dois golos num jogo dramático, em partida a contar para a segunda jornada do Grupo G do Mundial de futebol no Brasil. Nani colocou os portugueses em vantagem, mas os norte-americanos acabaram por dar a volta com golos de Jermaine Jones e Clint Dempsey . Na última jogada da partida, Varela consegue empatar o jogo, o que permite que a selecção nacional ainda tenha hipóteses de qualificação.

Numa Arena Amazónia (em Manaus) com mais de 50 mil espectadores, a selecção das quinas entrou a todo o gás. Nani , aos 5 minutos, aproveitou um mau alivio de Geoff Cameron e rematou para a baliza norte-americana. Após o tento inaugural, os EUA alteraram a sua postura defensiva e criaram algumas oportunidades de golo com remates de Clint Dempsey , aos 13’ e aos 17’. Foi nessa altura que surgiu mais uma má notícia para o seleccionador Paulo Bento, que foi obrigado a substituir Hélder Postiga por Éder devido a uma lesão muscular… 

O conjunto liderado pelo alemão Jürgen Klinsmann assumiu o controlo do encontro, fazendo uma enorme pressão. Bradley (29’) e Johnson (32’) protagonizaram remates perigosos. Após estes sinais de perigo, Portugal começou a equilibrar a partida. No fim do primeiro tempo, Nani quase ampliou a vantagem com um remate fortíssimo de Nani a embater no poste, na recarga Éder permite uma enorme defesa de Tim Howard!

A segunda parte começou com mais uma substituição por lesão para Portugal. O defesa André Almeida abandonou o terreno de jogo para a entrada de William Carvalho, elevando para cinco os jogadores lusos a saírem lesionados nesta competição! Portugal entrou novamente forte conseguindo um remate perigoso de Éder aos 50 minutos. Já aos 55’, uma grande oportunidade para os EUA com um tiro de Bradley a ser evitado por Ricardo Costa em cima da linha.

O jogo ficou partido e foi tendo várias oportunidades para cada equipa. Numa jogada de contra-ataque aos 62’, Cristiano Ronaldo isolado chuta muito ao lado. Dois minutos depois, Jermaine Jones empata o encontro com um remate de longe que deixa o guarda-redes Beto pregado ao relvado. A partir daí, Portugal procurou regressar à vantagem criando algumas jogadas de perigo. Raul Meireles, aos 65’, tem uma boa oportunidade com um tiro portentoso para defesa de Howard.

Os últimos minutos foram de alta rotação! Nani tentou colocar Portugal novamente em vantagem ao rematar por cima aos 79 minutos. Dois minutos depois, mais um balde de água fria para Portugal! Clint Dempsey encosta com a barriga para o segundo golo norte-americano. Quando já ninguém acreditava, surge uma pequena luz de esperança. Na última jogada do encontro, Cristiano Ronaldo faz um enorme cruzamento para Varela que cabeceia para o empate.

Assim sendo, o apuramento para a segunda fase de Portugal é uma tarefa muito difícil! A selecção nacional precisa de vencer o Gana (quinta-feira, 17h00) e esperar que a Alemanha vença para recuperar os cinco golos de diferença dos EUA. No que diz respeito a arbitragem, o argentino Néstor Pitana fez globalmente uma boa partida, apesar de na primeira parte ter perdoado uma expulsão ao norte-americano Beckerman que agrediu Raul Meireles com o cotovelo.

Ainda é possível a qualificação para a segunda fase? O que está a falhar na equipa portuguesa? É normal Portugal ter sofrido cinco lesões durante este Mundial?

Se gostas do Um Mar de Recordações, então ajuda a fazê-lo crescer em: