Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Um Mar de Recordações

Num passado de indefinições, um presente intermitente em que um futuro ambicioso se avizinha

Um Mar de Recordações

Momentos inacreditáveis em Londres #1

Estou em Londres desde Setembro, portanto não deve ser surpresa para ninguém dizer que já tive momentos inacreditáveis nesta cidade. "Eu não acredito que isto me acabou de acontecer!", passou a estar bastante presente no meu dia-a-dia. E eu nem vou falar do milhão de vezes que já me perdi, porque depois deste capítulo ficou subentendido que passo a vida sem saber onde ando. Este é apenas uma pequena amostra das inúmeros episódios cómicos que não envergonhavam um filme de comédia. 

esquilo.jpg

1) O abraço do esquilo - Logo nas primeiras semanas tive a oportunidade de visitar o Palácio de Buckingham. É daqueles lugares obrigatórios! Como estava na zona aproveitei por explorar o St. James Park e foi aí que recebi as boas-vindas de um curioso amigo. Um esquilo aproximou-se e decidiu que eu precisava de um abraço! 

2) A perseguição policial - Quando eu estava a sair de uma superfície comercial na minha zona. Vejo um rapaz a saltar um grande lance de escadas e quase a estatelar-se no chão. Segundos depois vejo dois polícias (um deles com peso a mais) a correr atrás dele, seguido pouco depois de um carro policial. O rapaz não teve sorte...

3) Engano do dinheiro - Ainda nos primeiros dias e ainda pouco acostumado ao dinheiro, fui a uma loja comprar umas coisas. Quando chegou a altura de pagar, entreguei algumas moedas. Ao que me respondem: "Is this some kind of joke?" (Isto é alguma piada?). Só aí é que percebi que ainda me faltava dar mais 2 libras. Awkward!

 
 

Segue-me em:

Sapo || Facebook || Twitter || Instagram || Youtube || Bloglovin' ||

Dias de Verão

O plano já estava traçado – um dia de praia contigo. Apenas eu e tu, um tempo a sós para nós. Já merecíamos estar umas horas sem interrupções ou problemas. A verdade é que sabe tão bem estes dias onde deixamos tudo e onde posso deliciar-me única e exclusivamente com os teus sorrisos. Olhar para ti e continuas a deslumbrar-me todos os dias. Não há melhor que estes dias de Verão. Fomos para o sítio do costume, o nosso lugar. Aquela parte da praia está sempre vazia, como se fosse um local privativo apenas para nós. O nosso espaço. É uma sensação única, quase como um sonho. “Vai uma corrida até à água amor?”, disse entre risos. Tu dás um sorriso provocador e sem resposta começas a correr. Corro em tua perseguição e consigo agarrar-te. Olho-te nos olhos, é impossível não ficar enfeitiçado. Dou um longo e apaixonado beijo. Sabe tão bem estar assim contigo, és tudo aquilo com que sonhei. O beijo terminou e faço um sorriso dengoso. Desta vez fui eu a começar a correr sem aviso prévio. Adoro as nossas brincadeiras. Somos assim, felizes. Corro mais devagar para me apanhares e deixo que me dês um longo e precioso abraço. É impossível não estar bem contigo por perto, és a minha felicidade. Sem estares à espera, pego em ti. Dás um grito de surpresa e pedes para te por na areia, mas eu não consigo deixar de lançar uma gargalhada. Tentas conter o sorriso mas ele acaba por aparecer, há essa química entre nós. Entro na água gelada e aí sim baixo-te com segurança. Acabamos por cair os dois na água, olhamos os dois sérios um para o outro. Contudo desmanchamo-nos rapidamente a rir, são assim cheias de diversão os nossos dias de Verão.   

 

Ricardomania invade a rádio

Ricardo Araújo Pereira é o homem do momento, um nome que está na moda! A sua irreverência faz com que seja impossível ficar indiferente a esta figura. Após um regresso pontual à televisão em Janeiro com o ‘Conversas Improváveis’ da SIC Notícias, tornou-se a grande estrela das manhãs da Rádio Comercial. Está mais que visto que as ‘Mixórdia de Temáticas’ vai tomar de assalto as manhãs radiofónicas portuguesas!

O formato, inserido nas manhãs apresentadas por Nuno Markl, Pedro Ribeiro, Vanda Miranda e Vasco Palmeirim, é patrocinado pela PT, empresa com a qual os Gato Fedorento têm um contrato de publicidade, para darem a cara pela MEO. Ricardo Araújo Pereira continua ainda com a sua participação no ‘Governo Sombra’, da TSF, ao lado de Pedro Mexia e João Miguel Tavares. A versatilidade é imensa o que comprova as crónicas semanais no jornal A Bola e na revista Visão.

Foi aluno de colégios de freiras Vicentinas, Franciscanos e Jesuítas até se licenciar em Comunicação Social e Cultural, na Universidade Católica Portuguesa. Seguiu-se depois o trabalho como jornalista, na redacção do Jornal de Letras, Artes e Ideias, até tornou-se argumentista da agência de criadores Produções Fictícias, tendo sido co-autor de vários programas de sucesso do humor português.

Por volta de 2003, depois das primeiras aparições na televisão no programa de humor stand-up comedy, Levanta-te e ri, na SIC, criou os Gato Fedorento juntamente com José Diogo Quintela, Miguel Góis e Tiago Dores. Um grupo que tornou-se uma referência do humor português contemporâneo. Os programas eram feitos de várias cenas que englobavam temas diversos, ridicularizando-os até ao máximo possível. Com temas actuais e fazendo inúmeras referências ao governo são inesquecíveis as imitações de Alberto João Jardim, Paulo Bento ou Marcelo Rebelo Sousa. Todas feitas, inevitavelmente, pelo Ricardo.

A verdade é que sempre se conseguiu destacar do grupo e afirmou-se como líder de um projecto com um sucesso estonteante. A inteligência, o carisma e a forma muito peculiar tornam-no num dos maiores nomes do humor em Portugal de sempre. Tem uma graça natural. Só de olhar para ele, dá vontade de dar uma enorme gargalhada! Para além disso, tudo o que toca é êxito garantido. Caiu em graça ao povo português, está mais que provado. Até porque já participou em todas as áreas da comunicação e está mais que visto que Ricardo Araújo Pereira é sinónimo de audiências e… de humor de qualidade!