Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Um Mar de Recordações

Um Mar de Recordações

Sala de cinema (38) – As séries em que estou viciado

Confesso que sou um verdadeiro viciado em séries, um plano fantástico para uma boa noite passa por ver um episódio da minha série preferida. Em últimas edições desta rubrica já levantei um pouquinho do véu daqueles que são os meus gostos pessoais. No entanto, esta é uma pequena lista daquelas a que neste momento não consigo perder pitada! Assim sendo vou deixar aqui uma pequena compilação bastante ecléctica daquilo que mais gosto de ver!

Arrow: Quem me segue no Instagram (@miguel_alexandre7) sabe que eu ando completamente viciado nesta série que comecei a ver recentemente mas que já estou nos mais recentes episódios. Arrow aborda a história de Oliver Queen, um playboy que fica preso a uma ilha deserta durante cinco anos. Quando consegue regressar a casa decide combater o crime e corrupção da sua cidade. Num enredo bastante rico, esta série é repleta de adrenalina e momentos de acção incríveis. Especial destaque para às cenas de luta que estão fabulosas. Original da emissora The CW, a série passa em Portugal no AXN.

Downton Abbey: Viajando agora para o princípio do século XX, temos uma das séries britânicas que está na mó de cima. Produzido pelo canal ITV, a série acompanha Crawley, uma família aristocrática inglesa, e os seus criados  durante o reinado de Jorge V. Gosto principalmente da componente histórica com que é abordado este drama, o que faz dela uma fantástica forma de aprender o relembrar alguns dos momentos históricos mais importantes. Comecei a ver recentemente e não consigo parar. A FOX Life é o canal que transmite os episódios em terras lusas.

Big Bang Theory: O tónico para dar umas boas gargalhadas é assistir a um episódio deste série da CBS, a inteligência e perspicácia das piadas são extraordinárias. A vida de um físico experimental (Leonard Hofstadter) e um físico teórico (Sheldon Cooper) mudam por completo quando no outro lado do corredor começa a morar Penny, uma empregada de café com inspirações a ser actriz. O elenco é cativante e facilmente ganhas carinho pelas personagens, principalmente pela performance de Jim Parsons (o irreverente Shledon) que é simplesmente inigualável! Em Portugal, os episódios desta comédia podem ser vistos no AXN White.

 

Gostam destas séries? Quais são os programas que vos deixam pregado à televisão/monitor?

 

Segue-me em:

Sapo || Facebook || Twitter || Instagram || Youtube || Bloglovin' ||

Sala de Cinema (34) – Gotham

A estreia de Gotham em Portugal está quase a chegar!  Considerada pelos críticos uma das grandes séries do ano, a prequela de Batman chega as televisões já no próximo dia 11 de Novembro, pelas 22h15, na FOX. Criada por Bruno Heller, esta série dramática é baseada em personagens que aparecem em publicações da DC Comics.

O enredo baseai-se nos primeiros dias do inspector James Gordon (Ben McKenzie) na polícia de Gotham City. Com uma reputação irrepreensível nos campos da lei e da ordem, ele acaba por tornar-se um dos maiores inimigos do mundo do crime. Tudo começa com um crime terrível: o homicídio dos milionários locais Thomas e Martha Wayne. No local do crime, Gordon conhece o único sobrevivente: Bruce (David Mazouz), o filho de 12 anos do casal, um rapaz extraordinariamente forte que futuramente vai tornar-se no Cavaleiro das Terras… Assim sendo, Gotham é a história da origem dos grandes vilões e justiceiros da DC Comics, revelando um novo capítulo que nunca antes havia sido contado.

O cenário de Gotham é brilhantemente criado mostrando uma Nova Iorque suja e criminosa dos anos 80. Nesta série, que vai ter 22 episódios na primeira temporada, podemos observar ao nascimento dos vilões de alguns dos mais icónicos do mundo - personalidades intemporais como Catwoman, O Pinguim, O Enigma, Duas-Caras e Joker. O sucesso inicial já valeu aos actores Ben McKenzie (James Gordon) e Robin Lord Taylor (Oswald Cobblepot) a nomeação para os People's Choice Awards, na categoria de actor favorito numa nova série de televisão.

Vídeo colocado por: IGN

Estão curiosos para ver Gotham? Qual é a personagem que desejam mais ver? O que acham do ressurgimento dos super-heróis na televisão e no cinema?

 

Segue-me em:

Sapo || Facebook || Twitter || Instagram || Youtube || Bloglovin' ||

Sala de cinema (31) – Breaking Bad

Hoje trago-vos uma das séries que mais me entusiasmou nos últimos tempos, falo de Breaking Bad. Recentemente, assisti ao seu último episódio e foi simplesmente sublime, uma autêntica obra de arte! Esta série dramática, exibida nos EUA pela AMC, foi criada e produzida por Vince Gilligan. Amplamente elogiada pela crítica, estreou em 2008 e conta com 62 episódios durante cinco soberbas temporadas.

O enredo é baseado na história de Walter White  (Bryan Cranston) um professor de química do ensino secundário, com um filho adolescente que sofre de paralisia cerebral (RJ Mitte) e uma esposa grávida, Skyler  (Anna Gunn). Quando White descobre que tem um cancro no pulmão, sofre um colapso e começa a produzir e a vender droga (metafetaminas) com um ex-aluno - Jesse Pinkman  (Aaron Paul). O objectivo deste excêntrico e extraordinário professor passa por assegurar o futuro financeiro da família no caso da sua morte. Será que no final ele vai conseguir conquistar esse desejo?

Com um enredo extraordinário e um elenco muito talentoso (grande trabalho de Bryan Cranston e Aaron Paul!), os episódios tem uma esplêndida direcção. Em cada episódio existe uma tensão gritante! A série dramática funde humor negro e situações de humor com desenvolvimentos e acontecimentos inesperados. É esta fusão que dá uma personalidade irreverente a este drama. Claro que a qualidade Breaking Bad valeu-lhe diversos prémios, incluído dez Primetime Emmy Awards , oito Satellite Awards , dois Golden Globe Awards e um People's Choice Award . Em Portugal, a série é transmitida pela MOV que vai exibir a quinta e última temporada em Dezembro deste ano. 

O que mais gostam em Breaking Bad? Qual foi o momento mais marcante na série? Qual é a melhor personagem desta história?

O 'Um Mar de Recordações' agora tem uma conta no Twitter, portanto o pessoal que anda por lá, faça o favor de adicionar aqui.  Entretanto, continua a ajudar a fazer o blogue crescer em:

        

How I met your mother: o fim de uma era

Hoje, nos Estados Unidos da América, termina uma das minhas séries preferidas. Após nove anos a ser transmitindo pela CBS, os criadores de How I Met Your Mother (HIMYM) vão finalmente dar a descobrir como Ted conhece a ‘Mãe’. No total de 206 episódios, a história da autoria de Craig Thomas e Carter Bays protagonizou inúmeras gargalhadas e conquistou uma enorme falange de fãs por todo o mundo (só nos EUA a audiência média é cerca de 9 milhões de espectadores por episódio). Com 28 nomeações para os Prémios Emmy, a série conquistou nove nas componentes técnicas (direcção artística, edição e fotografia).  Em Portugal, o HIMYM é transmitido pela FOX que em breve vai transmitir a última temporada.

Conhecido pela sua estrutura única e humor excêntrico, o enredo gira em torno da vida de Ted Mosby (Josh Radnor) que conta aos filhos as histórias e peripécias que o levaram a conhecer a mãe deles. Para encontrar o seu grande amor, ele conta com a ajuda dos seus grandes amigos Marshall Eriksen (Jason Segel), Robin Scherbatsky (Cobie Smulders), Lily Aldrin (Alyson Hannigan) e o inesquecível Barney Stinson (Neil Patrick Harris). Durante nove temporadas, assistimos a uma viagem na vida de um excêntrico romântico na procura do verdadeiro amor enfrentado todas as peripécias que a vida lhe vai criando. As vitórias e as derrotas são retratadas ao longo de uma narração exaustiva pelo  ponto de vista de Ted através de flashbacks.

A forma diferente e inovadora como é conduzido HIYMYM cria uma nova perspectiva ao espectador, o que lhe valeu inúmeros elogios pela crítica. Confesso que estes últimos episódios tem sido muito emotivos para mim, não é fácil largar uma série que acompanho religiosamente e que me deu tantos momentos de boa disposição. Se por um lado estou ansioso para ver como a história termina, por outro só quero que não acabe. Mas infelizmente tudo tem o seu fim e hoje termina uma era que vai deixar muitas saudades pelas personagens icónicas que foram criadas. A poucas horas deste último episódio, é neste misto de sentimentos contraditórios em que me encontro, mas tenho uma certeza: vai ser LEGEN… wait for it…DARY, LEGENDARY! 

Como é que pensas que a série vai terminar? Qual foi o melhor momento de HIMYM? Acaba a melhor comédia da actualidade?

Se gostas do Um Mar de Recordações, então ajuda a fazê-lo crescer em:

     

Sala de cinema (25) – Dexter

Desde de que a série começou em 2006, Dexter tornou-se um vício para mim. É impossível não ficar envolvido na história de Dexter Morgan, um serial killer que trabalha como analista forense no departamento de polícia de Miami. Mas Dexter é diferente do comum assassino, ele apenas mata criminosos que conseguiram escapar à justiça e assegura que eles não escapam imunes pelo crime que cometeram. A série arrecadou 11 nomeações para os Emmy (duas vitórias) e sete nomeações para os Globos de Ouro (duas vitórias). Actualmente, a FOX transmite a oitava e última temporada da série, todas as terças-feiras à meia noite e trinta.

Baseado nos romances de Jeff Lindsay , esta é uma série dramática que coloca o espectador em constante tensão. Valendo-se do facto de ser um especialista em análise sanguínea, Dexter produz sempre um trabalho meticuloso e sem deixar pistas. Contudo, os relacionamentos que acaba por desenvolver ao longo da série, acabam por complicar o seu estilo de vida dupla e levantar muitas dúvidas. Será que este assassino consegue sair impune dos seus crimes ou vai acabar preso pelas pessoas com que trabalha diariamente?

Cada temporada tem um arco e histórias especificas, destaco as quatro primeiras que são do melhor que se pode ver nos últimos anos. Depois disso há um decréscimo de qualidade, ainda assim a série continua em patamares elevados. O mistério e tensão vão aumentando progressivamente ao longo dos episódios, criando um ambiente especial em torno dos espectadores. O futuro é sempre incerto! Para este clima muito contribuiu o trabalho soberbo de Michael C. Hall, o actor que dá vida a Dexter. A sua interpretação é extraordinária, dando à personagem uma enorme profundidade. O Globo de Ouro em 2010 foi a coroação de uma personagem que irá ficar na história da televisão! 

Que momento vos marcou mais nesta série? Qual a razão para o decréscimo de qualidade nas últimas temporadas de Dexter? Michael C. Hall mostrou a todos que é um dos melhores actores da actualidade?