Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Um Mar de Recordações

Um Mar de Recordações

12.Jul.14

Questões inevitáveis (30) – Graffiti

Ao sairmos a rua, é difícil encontrar uma lugar impune de grafftis . Alguns chamam-lhe arte, outros vandalismo. De facto, a arte urbana está cada vez mais forte e multiplica-se por todo o lado, independente dessa actividade ser proibida por lei. A verdade é que este um debate controverso e que dificilmente conseguimos ficar alheados.
Considera-se grafite uma inscrição caligrafada ou um desenho pintado ou gravado sobre um suporte que não é normalmente previsto para esta finalidade, normalmente um espaço público. Podem ficar surpreendidos , mas os primeiros graffitis surgiram na antiguidade (Egipto, Grécia e Roma), altura em que já havia inscrições feitas em paredes. O crescimento mediático surgiu nos anos 60 como suporte para inscrições de carácter poético e político. Deu-se também uma proliferação de estilos estando também associados a diferentes movimentos e tribos urbanas, como o hip-hop, e a variados graus de transgressão.
Dentro dos seguidores desta cultura, Jean-Michel Basquiat tornou-se um dos mais famosos, ganhando a fama de neo-expressionista com os seus trabalhos nas paredes dos prédios abandonados de Manhattan. O norte-americano acabou por tornar-se um dos mais significativos artistas do final do século XX, apesar de ter morrido apenas com 27 anos. Aliás, a imagem de hoje é um dos trabalhos deste nova-iorquino.

Afinal o graffiti é uma forma de arte ou puro vandalismo? Qual acham ser a razão para o seu crescimento?

O 'Um Mar de Recordações' chegou ao bonito número de 300 seguidores no Sapo Blogs. O meu obrigado a todas as pessoas que tem apoiado este projecto ao longo dos anos. Tem sido uma viagem fantástica! Entretanto, continua a ajudar a fazer o blogue crescer em:

     
07.Jul.14

A importância de sonhar…

Os sonhos comandam a vida, vivemos para eles. Alimentamo-nos de sonhos, somos na verdade controlados por eles. Fazemos uma vida inteira em busca dos nossos verdadeiros desejos, desses objectivos a que nos propomos. Passamos o tempo a desejar algo, por vezes acabamos mesmo por nos esquecer de aproveitar o que a vida nos deu… A toda a hora queremos ardentemente chegar a esse ambicioso patamar, mas só acabamos presos por essa obsessão gritante. Mas afinal tudo isto não passa de pensamentos útopicos?

Na verdade, não passamos de um ser insatisfeito por natureza… O que fazemos? Continuamos a sonhar! É importante estar sempre fazê-lo, pois é esse desejo que nos vai aproximando progressivamente dos nossos objectivos. O melhor é simplificar e nunca desistir, tudo acaba por se concretizar. Uma oportunidade vai aparecer, é só preciso estar pronto para ela… Convenhamos nada sabe melhor do que chegar ao local que sempre quisemos, aquele que realmente nos completa. Nessas situações a única coisa que podemos fazer é aproveitar o momento! Devemos sempre valorizar os nossos sucessos, muitos ou poucos são fruto do nosso trabalho. De facto, não há vitória maior que atingir os nossos sonhos!

Se gostas do Um Mar de Recordações, então ajuda a fazê-lo crescer em:

     
02.Jul.14

Ao som de… (29) – Bon Jovi - Always

O ‘Always’ dos Bon Jovi é o destaque da nova edição da rubrica ‘Ao som de…’. Esta é uma banda de rock norte-americana formada em 1983 em New Jersey. Ate hoje, o grupo norte-americano garantiu um grande sucesso comercial -  já vendeu mais de 130 milhões de cds! Elogiados pela crítica, os Bon Jovi foram induzidos no UK Music Hall of Fame (2006) e receberam o prémio de mérito no American Music Awards (2004). O grupo norte-americano é ainda pioneiro na gravação de álbuns acústicos no estilo do MTV Unplugged.

A banda conhecida por um estilo de música muito próprio é constituída por Jon Bon Jovi, Richie Sambora, David Bryan e Tico Torres. Com um sucesso prometedor, foi a partir de 1986 que atingiram o reconhecimento mundial com o seu terceiro trabalho – o inesquecível Slippery When Wet . Ao longo da sua carreira, o conjunto de rock já produziu doze álbuns de estúdio, três compilações e dois álbuns ao vivo. Com uma enorme falange de fãs, esta banda já fez mais de 2700 concertos em cerca de 50 países. Além disso, em 2009, Jon Bon Jovi e Richie Sambora foram nomeados para o Songwriters Hall of Fame.

No que concerne à faixa ‘Always’, foi lançado em 1994 no álbum Cross Road. Uma balada intemporal em que ficamos completamente hipnotizados. Este foi um dos singles de maior sucesso dos Bon Jovi com mais de quatro milhões de cópias vendidas a nível mundial. Inicialmente a música até era para ser lançando na banda sonora do filme Romeo Is Bleeding (1993), mas a banda acabou por recuar nessa ideia. A decisão revelou-se acertada, até porque a longa-metragem revelou-se um autêntico fiasco. O grupo decidiu então lança-lo um ano mais tarde. A música tornou-se um sucesso instantâneo ao atingir o topo das tabelas musicais por todo o mundo…

Quem é fã da balada ‘Always’? Qual é a vossa música preferida dos Bon Jovi?

Se gostas do Um Mar de Recordações, então ajuda a fazê-lo crescer em:

     

Pág. 2/2