Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Um Mar de Recordações

Um Mar de Recordações

10.Nov.13

Momento de brilhar

Miguel Alexandre Pereira
Hoje era dia de um grande concerto, o seu maior desafio da sua ainda curta carreira. Estava mais nervoso do que aquilo que queria admitir, a responsabilidade era imensa. Ia ter a sua maior enchente com um pavilhão repleto de fãs anciosos por se encatar com a sua perfomance intimista. Não podia falhar e desiludir toda aquela gente, aquele era o momento de bilhar ao mais alto nível. Não se podia arriscar a ser apenas uma estrela enfemura perdida no esquecimento popular. Queria fazer uma (...)
12.Set.13

Saudades de ti

Miguel Alexandre Pereira
O meu coração vive atormentado com saudades por não te ter aqui junto a mim. Passaram-se dias desde a última vez que te vi, e é cada vez mais insuportável passar esses dias sem o teu sorriso e carinho. Sinto a tua falta, preciso de ti! Nunca soube lidar bem com esta saudade impossível de suportar. A única coisa que me consola nestes momentos de dor é que a cada dia que passa fico mais perto do teu fabuloso toque. Enquanto isso desespero pelo nosso reencontro. Não consigo resistir (...)
15.Mai.13

Momento de liberdade

Miguel Alexandre Pereira
Tinha acabado de sair do trabalho e chovia torrencialmente lá fora. Ele não quis esperar que o temporal ficasse mais calmo. Não tinha guarda-chuva. Nunca o trazia, para ele era um utensílio dispensável. Começou a correr pela rua molhada, onde ninguém passava. Estava sozinho, apenas ele tinha decidido sair. Nunca tinha sido audaz para estas atitudes intempestivas mas hoje escolheu sair da rotina. Quis soltar-se. No fundo, quis ser livre por momentos e aproveitar esse tempo como se (...)