Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Um Mar de Recordações

Um Mar de Recordações

Imagem espontânea (47) – A invasão do manto branco em Londres...

Desde que o ano começou, Londres tem sido invadida durante vários momentos por um autêntico manto branco que traz um encanto peculiar a uma cidade que já de si é tão especial. Acaba por ser um óptimo momento para trazer uma nova vida a locais que conhecemos e explorar outros que ainda desconhecemos. Até porque a vida é feita de uma descoberta constante.
Entretanto, o meu silêncio recente tem sido devido a um aumento de número de horas de trabalho diárias que tem consumido o meu tempo livre. Ainda assim, vou fazer um esforço suplementar por passar por cá mais vezes nos próximos dias.
As fotografias que estou a partilhar foram publicadas no meu Instagram, podem seguir ao pormenor a minha aventura em Londres. Pode ser que em breve traga (boas) novidades...

pica.jpg

1 - Num longo passeio pelo movimentado Piccadilly Circus, onde estou a tentar fazer a melhor cara possível para a foto...

regents.jpg

2 - Uma pequena demonstração de como o Regent's Park ficou após o maior nevão do ano. Simplesmente impressionante!

ruas.jpg

3 - Carnaby Street. Há uma irreverência constante nas ruas londrinas, um jogo de cores intenso, onde tudo ganha uma carismática dimensão.

botas.jpg
4 - As botas são as melhores companheiras para ir explorar novos lugares, sempre com o desejo de encontrar um novo tesouro.  

livros.jpg
5 - O tempo pode estar péssimo lá fora, mas quando temos a companhia de um bom livro e de um café tudo fica perfeito!

 
 

Segue-me em:

Sapo || Facebook || Twitter || Instagram || Youtube || Bloglovin' ||

A espera é mais fácil com um café

Bebia demoradamente um Frappuccino de caramelo, enquanto esperava nervoso pela sua chegada. Ficava mais fácil de aguentar o tempo a passar, enquanto se deliciava com aquela fantástica bebida. Deu um longo suspiro, as suas demonstrações de nervosismo eram cada vez mais frequentes. Arregaçou as mangas da camisa justa que evidenciava um físico bem trabalhado. Não conseguia controlar a ansiedade, para ele é como se fosse sempre o primeiro encontro, as borboletas na barriga persistiam. Uma gota de suor caiu pela face, o seu coração estava a mil à hora. “Ela nunca mais chega”, lamentou-se em voz baixa, enquanto se punha numa melhor posição naquele desconfortável sofá. Há um mês que não a via, era sempre assim no Verão. A saudade era mais que muita, queria voltar a vê-la, senti-la até mesmo cheirá-la. Desde do último golo de café, tinha consultado o relógio dez vezes. Contudo, de um momento para o outro um sorriso nasceu nos seus lábios carnudos. Á porta do café, ali estava ela com aquela beleza resplandecente. O dia pareceu ganhar uma nova cor. Levantou-se desajeitadamente, deixando quase o café cair. Mexeu nos óculos de forma nervosa e abraço-a com imensa força. Ao ouvido disse-lhe: “Bem-vinda a casa”.

 

 
 

Segue-me em:

Sapo || Facebook || Twitter || Instagram || Youtube || Bloglovin' ||