Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Um Mar de Recordações

Um Mar de Recordações

01.Jun.12

A última cartada...

Miguel Alexandre Pereira
Preparo-me para o grande momento, visto-me a preceito. Quero estar melhor do que nunca, quero arrasar. Está quase na hora do espectáculo e vou demonstrar mais uma vez a minha qualidade ao mundo. Estou pronto para a luta. Saio do quarto de hotel, do meu local de concentração para o louco mundo. Lá fora é uma selva cheia de predadores. O pensamento faz-me sorrir. Curioso, em competição o único predador sou eu. Ao descer as escadas, começo a ouvir o barulho das várias pessoas (...)
02.Mar.12

Uma língua em perigo

Miguel Alexandre Pereira
Hoje tudo é escrito na Internet, desde um trabalho indispensável a algo sem importância. Desde pesquisas à elaboração de textos tudo passa pela Internet. É um ciclo vicioso. A sociedade está viciada em trabalhar neste dispositivo o que, no meu ponto de vista, a médio/longo prazo pode castigar a língua portuguesa. Não tenho quaisquer rodeios em expressar a minha opinião no que se trata deste facto, um vez que várias abreviaturas e erros básicos começaram a aparecer de uma (...)
16.Ago.11

“Pensar incomoda como andar à chuva”

Miguel Alexandre Pereira
Apareceste à hora do costume. Pontual e distinto como sempre. Naquele dia, quando apareceste na minha pastelaria, só pensei que eras o meu sonho. Uma ilusão que persiste no meu coração. Ai, como te desejo cada vez mais! É inútil fingir, não me saís da cabeça. Tenho que concordar com Pessoa, “pensar incomoda como andar à chuva”. A chuva importuna, chateia, mas persiste. Tal como esta louca paixão que sinto por ti. Antes de teres aparecido nada era assim. Repudiava (...)
27.Jul.11

Dependência

Miguel Alexandre Pereira
Sentido. As palavras não têm sentido, falta-lhes lógica. Nós damos essa lógica. O mundo carece dessa componente. Falta-lhes tudo, mas principalmente sentido. Na realidade, não há certo nem errado, nós é que lhe damos essa avaliação. Não existe falhas, pois é o Homem que lhes dá essa condição… E se esse pensamento estiver enganado? No fundo, se o certo for errado e o errado for certo. Isso pode muito estar a acontecer. Se não passarmos de seres ilógicos que procuram a (...)