Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Um Mar de Recordações

Um Mar de Recordações

28.Jan.16

Um dia mágico!

Miguel Alexandre Pereira
A manhã despertou solarenga, um calor tímido aquecia num rotineiro dia de Inverno. A temperatura tinha estado particularmente baixa nos últimos tempos, no entanto aquele jovem tinha acordado para um dia de Dezembro especial. Vestido de formal, avançava num passo apressado para o trabalho. Olhou rapidamente para o relógio, estava a ficar atrasado. Pensava que ia para mais um dia monótono e rotineiro, não podia estar mais enganado. Quando já tinha chegado à rua da empresa, o (...)
05.Jan.14

"Os Grandes Portugueses" (26) - Eusébio

Miguel Alexandre Pereira
Nome: EUSÉBIO da Silva Ferreira Data e Local de Nascimento: Lourenço Marques (Moçambique), 25 de Janeiro de 1942 Data e Local da sua morte: Lisboa, 5 de Janeiro de 2014 Profissão que se notabilizou: Futebolista   Feitos importantes: Começou a sua carreira de futebolista no Sporting Lourenço Marques, onde jogou 42 partidas e marcou 77 golos. Com apenas 18 anos, já estava a ser disputado pelo Sporting e Benfica, mas foram as águias que conseguiram a sua contratação. O desporto (...)
15.Nov.12

Um dia...

Miguel Alexandre Pereira
Um dia precisei de me deslocar e comecei a andar Tu já tinhas quilómetros nas pernas…  Um dia vi todos a minha volta e precisei de falar Tu já tinhas dito as mais belas palavras…   Um dia quis-me juntar aos outros meninos e brincar Tu já sabias todos os jogos possíveis e imaginários… Um dia comecei a conhecer o mundo e a observar Tu já tinhas visto passar tanto por esses olhos…   Um dia olhei para tudo a minha volta e comecei a pensar Tu já tinhas as tuas ideias e opiniões… (...)
21.Out.12

Fernando Pessoa, um ídolo

Miguel Alexandre Pereira
Fernando Pessoa será para sempre lembrado como um dos maiores génios poéticos de toda a nossa Literatura. Além do mais, este poeta do Modernismo é também um dos poucos escritores portugueses mundialmente conhecidos (traduzido em trinta e sete línguas) e com inúmeros fãs em todas as partes do globo. É, assim, um poeta universal, que inovou ao ponto de ter criado três célebres heterónimos - Alberto Caeiro, Álvaro de Campos e Ricardo Reis. Mas, afinal, quem foi Fernando Pessoa? (...)