Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Um Mar de Recordações

Um Mar de Recordações

27.Dez.17

A minha nova aventura no mundo literário - Do Mosto à Palavra!

Miguel Alexandre Pereira
Como acabar o ano de 2017 da melhor forma possível? Com uma boa surpresa, pois claro! Hoje vou partilhar com vocês uma grande novidade que me deixa bastante feliz e motivado, a publicação do meu conto na colectânea 'Do Mosto à Palavra | Vol. I'. No fundo, mais um importante passo na minha aventura literária! Primeiro, uma curta contextualização. Em Maio deste ano participei na primeira edição do Prémio Literário Do Mosto à Palavra, um concurso organizado pela Chiado (...)
30.Dez.16

Sorrir, sorrir sempre

Miguel Alexandre Pereira
- É estranho ver-te a sorrir tantas vezes, raramente o fazias...- A vida mudou radicalmente. Finalmente consegui quebrar as correntes que me prendiam, tornei-me verdadeiramente livre. Na verdade, pela primeira vez decidi arriscar sem ter medo do que vinha a seguir.- Mas... Não tens medo?- Posso perder, mas ninguém me rouba a sensação de perseguir os meus sonhos...  Segue-me em:
29.Nov.16

Os sonhos são feitos para serem concretizados

Miguel Alexandre Pereira
Desde criança que sempre tive três objectivos muito presentes, num mundo ideal tê-los em simultâneo seria a perfeição. Algo indescritível...Um deles era trabalhar como jornalista, desde cedo que sempre quis saber mais, uma verdadeira curiosidade apaixonada. Juntar as letras ao desporto era o meu grande desejo, envergar no jornalismo desportivo. "É a minha cadeira de sonho", dizia inúmeras vezes. Felizmente, tive a felicidade de me poder sentar nessa cadeira e saborear esses (...)
17.Out.16

Encontrar (um pouco de) satisfação

Miguel Alexandre Pereira
Passamos a vida à procura do sítio certo, da pessoa certa e da hora certa. Somos pessoas que constantemente procuramos algo, na verdade mantemo-nos incoformados no desejo constante de encontrar algo melhor. Manter uma insatisfação apaixonante, é algo cativante e tão caractéristico do ser humano.De certa forma, é por isso que acordar e saber que estamos em casa, na nossa casa, esse é o maior dos tesouros que temos na vida. Abrir a janela e sorrir para aquilo que vemos, torna tudo (...)